17/08/2020 às 15h37min - Atualizada em 17/08/2020 às 15h42min

Lives fazem sucesso durante período de quarentena

Aplicativos de transmissões em vídeo ao vivo aumentam seus níveis de engajamento após regras de isolamento social devido ao coronavírus.

DINO
https://liveme.com

As medidas rígidas de isolamento social durante a pandemia do coronavírus para limitar a transmissão da doença já evitaram a morte de milhares de cidadãos e, além disso, mudaram a rotina das sociedades. Como aponta o Business Insider, plataformas de transmissão online registraram aumento de 70% no uso das lives - tanto para transmissão quanto para consumo.

Afinal, muitas pessoas precisaram reinventar o seu dia a dia ao trabalhar em casa, manter o menor contato físico possível com outras pessoas etc. Com isso, tanto a renda, quanto os atos de lazer de diversas famílias também sofreram mudanças drásticas.

Isso impactou diretamente algumas empresas e artistas que trabalham nessas frentes. É o caso do LiveMe, um aplicativo de transmissões ao vivo, que no Brasil teve um aumento de 40% em novos usuários durante o período de quarentena. Enquanto isso, artistas alcançaram marcas históricas nesse período.

Lazer durante as transmissões ao vivo

Encontrar formas de diversão criativas e diferentes é algo que muitas pessoas estão fazendo durante a quarentena. Uma das principais maneiras de encontrar lazer é assistindo lives de artistas.

Com isso, festivais como o One World: Together at Home uniu diversos artistas para divertir espectadores e angariar dinheiro para o fundo de solidariedade da OMS.

Enquanto isso, esse período de isolamento social serve para aumentar o engajamento de pessoas que já faziam transmissões online constantemente. E este estilo de entretenimento vem tendo cada vez mais sucesso.

Afinal, até mesmo famílias completas já usavam aplicativos como o LiveMe há bastante tempo para atividades diárias. É o caso da família Borelli que inicialmente utilizava o LiveMe tendo alguns objetivos distintos. O filho Neto Borelli, por exemplo, é quem gosta de proporcionar momentos divertidos para quem o acompanha:

"Eu gosto muito de entreter os meus amigos da forma mais engraçada possível e também converso sobre alguns temas que as pessoas pedem." - Neto Borelli

Enquanto isso, a mãe Neusa Borelli e a filha Samantha Borelli preferem ajudar as pessoas de outras formas, com conversas e terapias. Mas mesmo atuando nesse sentido, o lazer nunca fica de lado, como Neusa relata:

"A situação mais divertida é ganhar do Neto Borelli nas batalhas. Ao mesmo tempo fico com peninha, mas caio em gargalhadas." - Neusa Borelli

Transmissões ao vivo como fonte de renda

Além da diversão aos espectadores, muitos artistas tiveram as lives como grande fonte de renda nesse período. Alguns deles chegaram a alcançar cifras que passaram de um milhão de reais, indo desde views até patrocínios, como destaca Filipe Callil, CEO da ClapMe em entrevista ao Correio do Povo:

"Isso só de patrocínio, porque há um impasse com relação ao pagamento do YouTube em cima das views. Mas se eles fecham três cotas de 300 mil reais cada uma nas lives..." - Filipe Callil

O LiveMe também serve como uma boa forma de ganhar dinheiro para as pessoas que perderam suas rendas durante a pandemia. A família Borelli também alcança esse objetivo há muito tempo, conta Samantha Borelli:

"Eu passei a contar muito com o LiveMe para aumentar a minha renda familiar após começarmos a vivenciar e comprovar o quanto o aplicativo pode proporcionar às pessoas que fazem live regularmente(...)" - Samantha Borelli

Isso também acontece fora da família Borelli, pois várias pessoas já se beneficiaram dos ganhos no aplicativo para alcançar objetivos de vida. É o caso da transmissora Debi Fogaça que custeou seus estudos universitários com o LiveMe:

"Logo no meu primeiro mês, fazendo cerca de 30 minutos de live por dia, eu fiz meu primeiro saque em dólares e enviei pro PayPal. Cerca de 100 dólares!" - Débi Fogaça

Sobre o LiveMe

O LiveMe é um aplicativo de transmissões ao vivo que está disponível em mais de 85 países ao redor do mundo. Fundada em 2016, a empresa se tornou bastante popular nos EUA, Arábia Saudita, Brasil etc. e foi nomeada pela Fast Company's como uma das Empresas Mais Inovadoras em 2018.

Com todos esses números, o LiveMe alcançou enorme sucesso de público, tendo milhares de usuários produzindo cerca de 350 mil horas de conteúdo diariamente. Hoje, muitos deles ganham dinheiro com as suas transmissões e se sustentam inteiramente pelo aplicativo.



Website: https://liveme.com
Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp