20/11/2014 às 18h04min - Atualizada em 20/11/2014 às 18h04min

Médico é preso suspeito de roubar violões e energético em lanchonetes de Vila Velha

Folha Vitória

Um médico foi preso suspeito de roubar dois violões de uma lanchonete, no bairro Itapoã, em Vila Velha. Segundo policiais militares, Sanderson Bittencourt, de 42 anos, teria usado um estilete para render funcionários do estabelecimento e roubar dois violões. O suspeito se diz Clínico Geral e preparado para exercer a Medicina em qualquer lugar.

“Eu sou médico pós-graduando em Medicina Intensiva e sou pós-graduando em Psiquiatria. O consultório particular pode ser em qualquer lugar, desde que haja condições mínimas de eu poder examinar, até mesmo a residência do paciente”, diz o suspeito Sanderson Bittencourt.

O suspeito mora na Praia da Costa, bairro nobre de Vila Velha, e se diz formado em medicina por uma tradicional faculdade particular de Vitória. O suspeito foi preso por policiais militares quando estava em uma lanchonete, no bairro Itapoã, em Vila Velha.

Na delegacia do município para onde o médico foi levado, Sanderson negou o crime. “Eu não cometi esse furto. Como eu vou roubar algo que é meu? Como eu vou roubar algo que já é meu? A detenção é injusta. Mas a questão cabe ao meritíssimo senhor juiz”, diz Sanderson.
De acordo com a polícia, Sanderson voltou para a delegacia, horas depois de ter sido liberado. A acusação anterior é de que ele teria entrado em uma loja de conveniência de um posto de combustíveis, também em Itapoã, para furtar uma lata de bebida energética.

“Eu não sei o que posso fazer. Eu vou procurar um advogado. Se o Conselho Regional de Medicina e o Conselho Federal de Medicina me ajudassem seria bom. Eu estou me sentindo constrangido”, completa o suspeito.

Dessa vez, Sanderson foi autuado por roubo e levado de camburão para o presídio.

De acordo com o Conselho Regional de Medicina do Espírito Santo (CRM-ES), Sanderson Bittencourt está com o registro ativo no conselho, mas não possui nenhuma especialidade.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp