08/12/2014 às 12h34min - Atualizada em 08/12/2014 às 12h34min

Jovem que desapareceu após festa é encontrada morta em Cariacica

A atendente de lanchonete Jéssica de Oliveira, 19 anos, foi reconhecida através de uma tatuagem que tinha na barriga e no braço

Gazeta Online

A atendente de lanchonete Jéssica de Oliveira, 19 anos, que estava desaparecida desde o dia 26 de novembro, depois de ir a uma festa no bairro Flexal, em Cariacica, foi encontrada morta na tarde deste domingo (06), em Cangaíba, no mesmo município. Jéssica foi localizada sem roupas por um morador, que ligou para a polícia. A vítima estava em estado de decomposição.
 
"Estava difícil até pra saber se era ela ou não. O policial conseguiu reconhecer através de uma tatuagem que ela tinha na barriga e no braço", contou o irmão de Jéssica, Thiago Oliveira.
 
Segundo Thiago, informações anônimas passadas para a família informavam que a jovem foi vista pela última vez pegando carona com um motociclista, que ainda não foi identificado. "Ela estava com uma amiga, que disse à polícia que não conhecia o rapaz", afirmou o irmão da vítima. 
 
Thiago disse que a polícia ainda não informou a causa da morte, mas trabalha com a possibilidade de assassinato. O corpo está sendo preparado pelo Instituto Médico Legal (IML) de Vitória para ser reconhecido oficialmente pela família no final da manhã desta segunda (08). Devido ao estado em que foi encontrada, Jéssica será enterrada direto, sem velório. A atendente deixou uma filha de um ano de idade.
 
Entrevista
 
"Minha mãe teve que dormir nos vizinhos porque não tinha condições de dormir em casa"
 
O Gazeta Online conversou com Thiago de Oliveira, irmão da vítima. Ele contou que a família está em estado de choque e que acredita que a Jéssica foi vítima de abuso sexual
 
O que a família acredita que pode ser a causa da morte?
 "Para mim foi uma maldade, porque minha irmã não fazia mal para ninguém. Ela bebia muito nos rocks. Então eu acredito que os homens possam ter aproveitado sexualmente dela. É muita maldade, porque nem um velório não vamos poder dar pra ela"
 
Como ficou sabendo que a polícia encontrou o corpo?
 "Eu estava sozinho em casa. Fiquei sabendo pelo chat do Facebook através de uma moradora de Cangaíba que é minha amiga na rede social. Meus pais estavam na casa de um familiar e ficaram sabendo pelo meu tio que é policial"
 
Como sua família está lidando com essa notícia?
"A família está muito abalada. Minha mãe está desesperada, tomando calmantes. Ela dormiu na casa dos vizinhos porque não tinha condições de dormir em casa. A filhinha dela vê a foto da Jéssica na televisão e fica apontando com dedo desesperada"


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp