18/03/2021 às 11h42min - Atualizada em 21/03/2021 às 00h00min

Franquias em alta: setor de alimentação cresce na pandemia

Hambúrgueres artesanais, batatas rústicas de qualidade, cupons de desconto, treinamentos, capacitação e suporte aos franqueados são alguns dos motivos do crescimento exponencial de pequenas e médias franquias deste seguimento pelo Brasil, o Johnnie Grill vem se destacando com bom faturamento em meio à pandemia.

DINO
https://johnniegrill.com.br/

A exemplo do que aconteceu em 2020, o momento sinaliza restrições no comércio, decretos e fechamento de estabelecimentos, seja por queda de vendas, dificuldades financeiras dentre outros motivos.

Porém, o setor de alimentação (principalmente do franchising) tem se mostrado estável e otimista desde o início do surto de coronavírus, as válvulas de escape dos restaurantes, hamburguerias e lanchonetes vão desde o delivery e promoções aos clientes, até a negociação flexível de um aluguel mais barato num ponto estratégico.

Muitos estabelecimentos se viram na obrigação de encontrar alternativas para chamar a atenção e levar seu produto com maior eficiência ao cliente, já que as incertezas, impactos e consequências da pandemia não possibilitam um fluxo normal de pessoas nas lojas físicas.

Especialistas afirmam que qualidade do produto e gatilhos de marketing aliados ao bom atendimento são quesitos obrigatórios para as empresas que querem atrair e fidelizar o consumidor, sobrevivendo assim no mercado.

Sérgio Molinari, consultor e fundador da Food Consulting, prevê um salto de recuperação e crescimento com menos concorrência para o setor neste ano. "Muitos destes ganhos devem ocorrer por conta da menor competição do mercado, já que pelo menos 25% dos operadores fecharam as portas em 2020. Quem conseguir ficar em pé, conseguirá conquistar mais clientes que querem voltar a consumir", apontou Molinari.

Em 2019, a alimentação fora do lar, que inclui o food service e o varejo alimentício, movimentou R$ 560 bilhões em todo país, os dados são da Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (Abia).

Por que investir numa franquia de hambúrgueres artesanais?

Os números mostram que o brasileiro está cada vez mais adepto ao hambúrguer, uma reportagem do Sebrae apontou que no ano de 2019, 26 milhões de hambúrgueres foram pedidos somente no aplicativo ifood (principal app no segmento) e o período de pandemia vem favorecendo para os números aumentarem. Considerando um ticket médio de 30 reais, 26 milhões de sanduíches representam números na casa de R$ 780 milhões de reais. A pizza aparece como segunda opção com 21 milhões de pedidos.

Um fato curioso envolvendo a alavancagem da linha gourmet no Brasil é que a multinacional de fast food Mcdonald's teve que se adaptar a realidade do mercado nos últimos anos e lançou uma linha de sanduíches artesanais, intitulada como "Signature", esse é apenas um exemplo de como o consumidor está exigente ao pedir seu hambúrguer.

Seguindo essa vanguarda no ramo de alimentação, franquias a partir de 80 mil reais, com taxa de royalties em 4% e flexibilização na negociação são alternativas lucrativas para empreendedores que querem investir com estabilidade e menos riscos em meio à pandemia, é o exemplo da marca Johnnie Grill, que conta atualmente com 23 lojas espalhadas nos estados de Minas Gerais, Santa Catarina e Amazonas.



Website: https://johnniegrill.com.br/
Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp