26/01/2021 às 14h13min - Atualizada em 26/01/2021 às 15h20min

Extensão do aprendizado: como ela pode ser feita?

O desenvolvimento infantil é assunto sério e merece muita atenção. Pensando nisso, especialistas trazem à tona formas de estender e intensificar o aprendizado com atividades complementares

DINO
https://www.unidoll.com.br/

Um estudo realizado pela OCDE, Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico, mostrou que o Brasil é o segundo país com pior nível de aprendizado. Sendo assim, fica claro que existe um problema a ser reparado.

Entretanto, o momento de aprender está para além da sala de aula. Estímulos criativos e atividades complementares podem ser ótimas ferramentas para apoiar o desenvolvimento, principalmente durante a infância. 

Por esse motivo, cada vez mais atividades são desenvolvidas e incluídas na rotina. Com isso, é possível notar que aprender brincando também funciona, afinal, estudos propõem que, através de atividades lúdicas, crianças não apenas se divertem, mas também se reconhecem como pessoas e seres sociais. Além disso, também é possível constatar a presença da responsabilidade afetiva, empatia e responsabilidade. 

Entretanto, entre os hobbies de 47% das crianças de seis a nove anos, está utilizar a internet, segundo dados disponibilizados pela pesquisa “Gerações Interativas do Brasil - Crianças e Adolescentes Diante das Telas”. Diante do contraste, surge a preocupação.

Aprendizado

Para Ana Sato, sócia-fundadora da UniDoll, muitas atividades tecnológicas apoiam o aprendizado também. Mas nem sempre são saudáveis. Segundo Igor Lemos, Psicólogo e Pesquisador de dependência em jogos digitais, a alta exposição aos jogos eletrônicos pode causar alteração de humor. Outro ponto de atenção é a indicação do especialista em relação à idade: crianças abaixo de 2 anos não devem utilizar tecnologia.

A afirmação está longe de deixar crianças sem opções de atividades: terapeutas da Unifesp afirmam que a brincadeira ajuda a diminuir angústias e ansiedades, sentimentos que crianças muitas vezes não conseguem traduzir. Ou seja: pular corda, brincar de boneca e de “esconde-esconde” podem, sim, apoiar o desenvolvimento infantil.

Por esse motivo, a UniDoll investe em uma experiência para os pequenos, que podem se divertir ao mesmo tempo em que se criam laços, desenvolvem a responsabilidade e deixam a imaginação fluir. “Sabemos que momentos como esse fazem a diferença em uma criança, tanto no sentido social quanto intelectual. O momento de brincar é importante e, mais do que isso, uma extensão do aprendizado”, finaliza.

Bonecas reborn

As bonecas reborn UniDoll são importadas e cumprem todas as conformidades estabelecidas pelo Inmetro: isso garante a segurança na brincadeira das crianças e a tranquilidade dos pais.

Reconhecidas pela semelhança a um bebê de verdade, os “bebês” são vendidos via e-commerce e entregues em todo o Brasil. Para tornar a brincadeira ainda mais completa, os “Bebês” acompanham até mesmo fralda, chupeta, mamadeira e certidão de nascimento, sem contar os diversos conjuntos de roupas de cada modelo.

Para saber mais, basta acessar: https://www.unidoll.com.br/.



Website: https://www.unidoll.com.br/
Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp