22/05/2015 às 09h51min - Atualizada em 22/05/2015 às 09h51min

Gastos com acidentes de motos somam R$ 1,8 milhão no Espírito Santo

Taxa de mortalidade no estado é de 9,3 para cada 100 mil habitantes. Nos últimos seis anos, acidentes com motos foram responsáveis pelo crescimento de 115% das internações no SUS

Folha Vitória

A cada ano, cerca de 45 mil pessoas perdem suas vidas em acidentes de trânsito no Brasil. A violência envolvendo os motociclistas está se tornando cada vez mais frequente. O Espírito Santo ocupa a 11ª posição no ranking de mortes por acidentes de motocicleta, com taxa de mortalidade de 9,3 para cada 100 mil habitantes. No País, o índice é de 6,3 mortes por 100 mil habitantes. 

Somente no ano de 2013, o Ministério da Saúde identificou 12.040 óbitos, o que corresponde a 28% dos mortos no transporte terrestre. No Estado o número foi de 309 mortes no mesmo ano.

As internações hospitalares no Sistema Único de Saúde (SUS) envolvendo motociclistas tiveram um crescimento de 115%. No Espírito Santo, foram 1.505 internações em 2014, representando um gasto de R$ 1,8 milhão.

Nesta semana, o ministro da Saúde, Arthur Chioro, apresentou algumas das iniciativas em discussão durante a 68ª Assembleia Mundial da Saúde, em Genebra. “Não dá mais para não agir na dimensão preventiva dos acidentes com motos. É preciso propor novas medidas e elevar essa discussão a um problema de saúde pública. Algumas propostas em estudo são a obrigatoriedade de apresentação da habilitação no momento da compra da moto, por exemplo, e a possibilidade de financiamento do capacete como um EPI (Equipamento de Proteção Individual), possibilitando a venda do item de segurança junto do veículo”, informou o ministro da Saúde.

Números Assustadores

- O Brasil registrou 4.292 mortes de motociclistas em 2003, número 280% menor do que o registrado 10 anos depois (12.040). 

- Entre 2003 e 2013, o número de motocicletas aumentou 247,1%, enquanto a população teve um crescimento de 11%.

- De 2008 a 2013, o número de internações devido a acidentes de transporte terrestre aumentou 72,4%. 

- Apenas os acidentes envolvendo motociclistas, o índice chega a 115%.

- Em 2013, o SUS registrou 170.805 internações por acidentes de trânsito e R$ 231 milhões foram gastos no atendimento às vitimas. Desse total, 88.682 foram decorrentes de motos, o que gerou um custo ao SUS de R$ 114 milhões 


Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp