18/11/2014 às 11h52min - Atualizada em 18/11/2014 às 11h52min

“Sou candidata a fazer um bom governo. O futuro a Deus pertence”, diz Amanda

- Redação
Aqui Noticias

O cenário político de Presidente Kennedy foi tema de matéria publicada recentemente neste jornal. No quadro exposto, três nomes ganharam destaque: os ex-prefeitos Reginaldo Quinta (PTB) e Aluísio Corrêa (PR), e a atual chefe do Executivo, Amanda Quinta (SDD).

 

Enquanto o primeiro pode enfrentar pendências na Justiça; e o segundo um esquecimento natural por parte do eleitor, posto que há muitos anos está fora de qualquer cargo público, Amanda, por ter a máquina administrativa na mão, deve ser o nome que chegará em melhores condições em 2016. Mas para isso terá de colocar na rua uma marca mais consistente da sua gestão.

 

A reportagem procurou a prefeita para saber qual a sua avaliação deste cenário e como ela se coloca dentro dele. Econômica nos temas eleitorais, Amanda optou por falar sobre os desafios enfrentados nesses quase dois anos de mandato.

 

“Não foi um quadro fácil o que enfrentamos. Estava tudo conturbado demais já que a cidade vinha de uma intervenção político-administrativa, sem contar que a nossa credibilidade estava no chão. Fora esses problemas maiores que tínhamos, acontecimentos do dia a dia, naturais de uma administração, também contribuíram negativamente”, relembrou Amanda.

 

Diante disso, segunda a prefeita, três pontos foram fundamentais: organizar-se internamente para começar praticamente do zero; estabelecer metas para o futuro; e (segundo ela o principal) resgatar a credibilidade político-administrativa de Presidente Kennedy perante as instituições do Espírito Santo.

 

“Esse trabalho foi vital. Fomos incansavelmente atrás dos órgãos mais importantes do estado, como governo estadual, Tribunal de Contas, Ministério Público, entre outros. Primeiro para buscar orientações de como deveríamos andar com segurança em nossas atitudes, e depois para consolidar perante eles uma nova imagem do município. A imagem de administrar com mais transparência diante dos poderes, num diálogo constante. E é isso o que temos feito nesses quase dois anos”, disse.

 

Eleições 2016

A reportagem insistiu no tema eleições 2016, mas Amanda evitou falar diretamente em reeleição, optando por, mais uma vez, destacar as ações administrativas.

 

“Ainda estamos longe para falar de pré-candidaturas, estamos fora do tempo eleitoral na verdade. O que posso dizer é que sou candidata a fazer um bom governo. O futuro a Deus pertence. Já enfrentamos muitos desafios, mas ainda temos muitos desafios a enfrentar. O principal deles é gerar emprego e renda para o povo para que ele dependa cada vez menos de benefícios do poder público e dos políticos”, comentou.

 

Sobre possíveis adversários citados na matéria anterior, Amanda preferiu não fazer referência direta a nenhum nome, mas deixou um recado: a sua decisão no futuro independe da posição de outros nomes diante da disputa: “Ser ou não ser, vou avaliar só no momento certo. Mas vai depender só de Deus, do povo e do meu grupo político”.

 

Principais desafios futuros

Para os próximos dois anos, Amanda elencou seus principais desafios. “Primeiro é dar continuidade ao que temos feito, sobretudo nesse trabalho de qualificação profissional da nossa gente. Depois é continuar investindo na educação. Temos investido muito para reverter os índices negativos que vêm de décadas. Precisamos reconhecer que a nossa educação ainda precisa avançar muito, mas estamos fazendo a nossa parte. Terceiro é colocar na rua as nossas obras para melhorar as comunidades. Isso já começou, mas vai se ampliar agora a partir de 2015. As pessoas terão mais água tratada, mais esgoto, mais calçamentos, mais praças e mais postos de saúde. E por último, mas não menos importante, é consolidar junto ao governo estadual e junto aos investidores nacionais e internacionais a construção do Porto Central para alavancar de vez a nossa economia”.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp