10/04/2015 às 12h00min - Atualizada em 10/04/2015 às 12h00min

Mulher é morta após descobrir traição e corpo é encontrado pendurado em árvore em SP

A polícia informou que o suspeito confessou o crime, mas continua em liberdade. O homem disse que foi atacado pela vítima e acabou aplicando um golpe “mata-leão”

Folha Vitória

Um homem continua em liberdade após confessar ter estrangulado a mulher e jogado o corpo de uma ponte. O corpo da vítima ficou pendurado em uma árvore. As brigas entre o casal começaram depois que ela descobriu uma traição. Grazieli Borges da Silva, de 22 anos, foi assassinada dentro de casa, em Guarulhos, na Grande São Paulo, no dia 27 de julho de 2014.

Nove meses após o crime, Felipe Vilela continua solto. Três dias após o assassinato, ele confessou que matou a mulher e apontou onde havia jogado o corpo. Após o depoimento, ele foi liberado. 

Vilela contou à polícia que a jovem pegou um cabo de vassoura e uma faca para atacá-lo após descobrir uma traição. Ele teria se defendido aplicando um golpe “mata-leão” na jovem. O rapaz ainda ainda teria fingido preocupação com a moça nas redes sociais.

Em entrevista exclusiva ao Cidade Alerta, da Rede Record, a mãe de Grazieli desabafou ao descobrir que o assassino está solto. “Não é justo o que ele fez com a minha filha, eu imaginava que ele já estivesse preso’, afirmou.  


Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp