27/01/2020 às 09h32min - Atualizada em 27/01/2020 às 09h32min

Teatro Rubem Braga fica debaixo d'água após chuva em Cachoeiro de Itapemirim

Nesta segunda-feira (27), equipes farão o trabalho de limpeza e recuperação do local

Folha Vitória

O município de Cachoeiro de Itapemirim, no sul do Espírito Santo, vive uma das piores enchentes de sua história. O rio Itapemirim atingiu mais de seis metros acima de seu nível normal, alagou vários bairros e toda a região central da cidade no último sábado (25). Além de comércios e casas, a água invadiu o Teatro Rubem Braga, que ficou completamente tomado por água e pela lama.

De acordo com a Defesa Civil de Cachoeiro de Itapemirim, a água começou invadir o teatro no período da tarde. Parte do palco foi coberto pelo volume de água e, nesta segunda-feira (27), equipes farão o trabalho de limpeza e recuperação. 

Interdição
No início da tarde do último sábado (25), as pontes Juscelino Kubitschek (em frente ao Teatro Rubem Braga), Carim Tanure (Centro, próximo à antiga Dadalto), João dos Santos Filho (ente Baiminas e Coronel Borges, em frente à antiga fábrica de cimento), Coronel Francisco de Athayde (Ponte do Arco), além da ponte de pedestres que liga os bairros Guandu (em frente à rua Pedro Dias) e Aquidaban e a ponte de pedestres em frente ao Liceu Muniz Freire, foram interditadas.

A rua Moreira, no bairro Independência, a avenida Beira Rio, rua Bernardo Horta e a rua Vinte e Cinco de Março também foram interditadas e diversas ruas do bairro Coronel Borges, Aquidaban, Arariguaba, Baiminas e Ilha da Luz ficaram alagadas.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp