12/03/2015 às 09h04min - Atualizada em 12/03/2015 às 09h04min

Três suspeitos de matar soldado da PM com 13 tiros são detidos em Cachoeiro de Itapemirim

Segundo informações de um policial da Delegacia de Marataízes, os suspeitos foram detidos durante a operação realizada desde a manhã de quarta-feira, que se estendeu até o início da noite

Folha Vitória
Uma das hipóteses em que a polícia investiga seria a de um crime passional Foto: Reprodução Facebook

Três suspeitos de sequestrar e assassinar o soldado Eduardo Silva Júnior, de 21 anos, foram detidos na última quarta-feira (11), em Cachoeiro de Itapemirim. Todos foram conduzidos para a delegacia do município. 

Segundo informações da Delegacia de Marataízes, os suspeitos foram detidos durante a operação realizada desde a manhã de quarta-feira (11), que se estendeu até o início da noite. 

De acordo com um militar, quatro pessoas foram detidas, mas a confirmação até o momento é de que apenas três estão diretamente envolvidas no caso. 

Segundo o Secretário Estadual de Segurança Pública, André Garcia, seis pessoas já foram identificadas. 

Uma das linha de investigação é de crime passional. A suspeita é de que o soldado teria se relacionado com a ex-namorada de um suposto traficante de Itapemirim. 

Velório

O velório do soldado acontece na manhã desta quinta-feira (12), em Marataízes e no fim da manhã acontecerá o sepultado em Itapemirim. 

O crime

De acordo com ocorrência registrada no Centro Integrado Operacional de Defesa Social (Ciodes), três homens pediram um táxi na praça Jerônimo Monteiro, em Cachoeiro de Itapemirim, com destino ao bairro União, no mesmo município. O táxi parou em um posto de gasolina abandonado, onde entraram outros dois rapazes.

Em seguida, os cinco suspeitos anunciaram o assalto e disseram ao taxista que o bando queria roubar outro veículo, em Marataízes, no litoral sul. Eles ainda teriam especificado que queriam roubar um Civic ou Corolla. 

Ao avistarem o veículo, os indivíduos abordaram o motorista, que seria o policial, e o teriam levado como refém. O carro foi encontrado queimado, no início da manhã desta quarta-feira, em Vargem Alta, também no sul do Estado. Já o corpo do rapaz foi encontrado, também pela manhã, na localidade de Brejo Grande do Sul, em Itapemirim. Eduardo foi assassinado com 13 tiros.

A Associação de Cabos e Soldados do Espírito Santo (ACS-ES) informou que está oferecendo uma recompensa de R$ 5 mil para quem fornecer informações que leve a prisão dos suspeitos. Informações sobre os criminosos podem ser repassadas pelo disque-denúncia, no número 181. Não é preciso se identificar.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp