25/02/2015 às 09h10min - Atualizada em 25/02/2015 às 09h10min

Presidente Kennedy e mais onze localidades terão tratamento de esgoto

Por André Jordão
Imagem ilustrativa de uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE). Hoje a sede de Presidente Kennedy conta com 0% de esgoto tratado, e com o investimento a ser feito, a intenção é que seja tratado 100% do esgoto gerado atualmente

Acontecerá no dia 26 de março a concorrência pública que contratará empresa responsável pela construção de 12 estações de tratamento de esgoto doméstico, as chamadas ETE's, que funcionarão 24 horas por dia.

As ETE's serão construídas na sede e nas localidades de Praia de Marobá, Jaqueira, Praia das Neves, Santa Lúcia, Santo Eduardo, São Paulo, São Salvador, Areinha, Boa Esperança, Campo Novo e Mineirinho.

O investimento da Prefeitura de Presidente Kennedy pode chegar a casa dos R$ 16 milhões, nas obras que devem ficar prontas em até 09 meses.

A capacidade das estações foram calculadas com base em prospecções futuras em relação ao aumento da população.

Cada estação deverá suportar a vazão média utilizada por usuário, cerca de 200 L/hab.dia. As maiores estações ficarão na sede e na Praia de Marobá.

Localidade Vazão litros por segundo
Areinha 1,60 L/s
Boa Esperança 1,60 L/s
Campo Novo 1,60 L/s
Mineirinho 1,60 L/s
Jaqueira 4,50 L/s
Praia das Neves 4,50 L/s
Santa Lúcia 4,50 L/s
Santo Eduardo 4,50 L/s
São Paulo 4,50 L/s
São Salvador 4,50 L/s
Praia de Marobá 10,00 L/s
Presidente Kennedy 10,00 L/s

 

A carência de saneamento básico e de acesso a água tratada, pode ser ainda hoje apontado como um dos principais fatores por problemas de saúde pública.

 

Como funcionará

Após a utilização da água nos imóveis é gerado o esgoto doméstico, que pode contaminar o meio ambiente e provocar doenças. As ETE's coletarão, tratarão e darão destinação final adequada a esse efluente rico em carga orgânica e principal poluidor de rios situados em áreas com ocupação doméstica.

Os proprietários ou moradores deverão ligar a rede interna de esgotamento sanitário de seus imóveis no ramal domiciliar da rede pública coletora de esgotos. Do ramal, o esgoto coletado seguirá pela rede, por gravidade, até tubulações maiores, que enviarão os esgotos até as estações elevatórias. Nessas estações, as bombas elevam e conduzem os esgotos de pontos mais baixos para locais mais elevados, fazendo com que cheguem até a estação de tratamento.

O esgoto coletado, por processo anaeróbio e aeróbio se transforma em efluente livre de carga orgânica e de microorganismos transmissores de doenças. Neste processo, as bactérias são o principal agente de tratamento. 


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp