13/02/2015 às 08h11min - Atualizada em 13/02/2015 às 08h11min

Dinheiro das férias será devolvido em Marataízes

Aqui ES

Para evitar o gasto excessivo com três chefes do Executivo durante seus 15 dias de recesso, o prefeito Tininho (PT), de Marataízes, decidiu devolver parte seu salário, que teria direito, para os cofres municipais. A forma da devolução está sendo consultada pelo departamento jurídico da prefeitura do litoral.

“Resolvi fazer assim porque estamos vivendo uma situação atípica, onde eu estou prefeito em caráter interino, e com minha ausência o presidente da Câmara de Vereadores vai assumir e certamente optará pelo salário de prefeito, cujo valor é maior que o da Câmara”, disse.

A situação a que se refere o Tininho é a ausência do prefeito eleito Jander Vidal (PSDB), que está afastado pela Justiça e sendo acusado por denúncias de corrupção, mas mesmo assim continua recebendo.  Como ele, em exercício, também recebe, e o presidente da Câmara Wilhian Duarte vai receber, o município teria de gastar com os três. Por isso, sua opção de devolver.

“Achei melhor assim, embora tenha o direito de sair em recesso e receber normalmente. Mas dado esse fato, vou devolver”, disse. O salário do chefe do executivo local é de aproximadamente R$ 18 mil.

Tininho optou por um descanso a partir do dia 18, logo após o carnaval. E por uma coincidência infeliz, ele acabou passando mal nessa semana. Uma arritmia e aumento de pressão levaram o prefeito a um repouso forçado. “Realmente não estive bem. A gente tenta resolver tudo, se entrega, se dedica muito e tem horas que o coração não agüenta. Mas já estou bem”.

Tininho disse que durante esses 15 dias, o presidente da Câmara não vai enfrentar nenhuma dificuldade porque tudo seguirá tramitando dentro do esperado e planejado: “São processo e projetos normais, nada polêmico, mas que não podem ficar parados prejudicando o município, por isso a necessidade de Wilhian assumir”.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp