03/02/2015 às 15h30min - Atualizada em 03/02/2015 às 15h30min

Pacotão tem mil vagas em cursos técnicos de graça

2015 Sedu vai abrir mil vagas para cursos técnicos e adotar medidas contra o desperdício de água em 50 escolas

Gazeta Online

Mil vagas de bolsas para cursos técnicos para quem está concluindo ou já concluiu o ensino médio e até medidas contra o desperdício de água em 50 escolas. Essas são algumas das novidades que os 290 mil estudantes da rede estadual de ensino vão encontrar a partir de hoje, quando começam as aulas.

Além disso, o secretário de Estado da Educação, Haroldo Rocha, anunciou ontem a ampliação de 1.012 vagas para o ensino médio integrado, a criação de mais grupos de coordenadores de pais contra a evasão e reprovação, além de unidades que vão funcionar em tempo integral e provas para avaliar o desempenho dos estudantes em cada trimestre do ano.

Ainda não há data para as matrículas destinadas às mil vagas dos cursos técnicos. As oportunidades serão oferecidas em dez cursos como Enfermagem, Construção Naval, Saúde Bucal, Edificações, Segurança do Trabalho, Radiologia, Mecânica e Química, Prótese Dentária e Eletrotécnica. Os cursos serão oferecidos em Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Colatina, São Mateus, São Gabriel da Palha, Vitória, Aracruz, Guarapari, Serra e Santa Teresa.

O secretário de Estado da Educação adiantou que o número de bolsas é recorde. “Em 2014, foram 560 vagas; neste ano, ampliamos essa oferta para mil. E a tendência é que este número aumente a cada ano para que mais jovens possam ser beneficiados”, destacou.
 
Governo dá mais gás para o ensino médio integrado
Neste ano já foram abertas 1.012 novas vagas para o Ensino Médio Integrado em 17 municípios do interior do Espírito Santo. São cursos técnicos de Administração, Secretariado, Informática, Administração, Programação de Jogos Digitais, Recursos Humanos, Áçucar e Álcool, Agropecuária, Logística, Informática para Internet, Agronegócio e Análises Químicas.

As matrículas já foram fechadas e são oferecidas nas escolas de Laranja da Terra, Castelo, Águia Branca, Vargem Alta, Cachoeiro de Itapemirim, Presidente Kennedy, Boa Esperança, Nova Vénecia, Montanha, Guaçuí, Ibatiba, Iúna, Colatina, Baixo Guandu, Marechal Floriano e Itapemirim. Pela primeira vez, as escolas de Águia Branca, em Águia Branca, e Victorio Bravim, em Marechal Floriano vão oferecer aos estudantes os cursos de Informática e Agropecuária, respectivamente.

“Nosso foco maior para este ano é oferecer mais chances de inserção no mercado de trabalho”, ressalta Haroldo Rocha. Também neste ano, em cada semestre, os estudantes do ensino médio vão testar seu conhecimento em simulados aplicados no final de cada trimestre por um núcleo de pesquisa da Universidade Federal de Viçosa.
 
Novo modelo começa em três colégios
 
Neste ano, a Sedu promete concentrar as atenções no projeto Escola Viva, um novo modelo de ensino e de currículo que serão aplicados, incialmente, em três colégios da Região Metropolitana. Ainda sem divulgar os nomes das unidades, a Sedu informou que as aulas começarão no dia 19 de julho, após recesso escolar do meio de ano.
 
“A ideia é tirar esses adolescentes da rua e oferecer mais aprendizado,com disciplinas em tempo integral. Nosso maior desejo é que todas as escolas sejam de tempo integral”, afirmou o secretário da Educação, Haroldo Rocha. Já as unidades que não vão receber o Escola Viva, participarão do Programa Jovem do Futuro, que desenvolverá atividades para aumentar o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp