03/02/2015 às 09h16min - Atualizada em 03/02/2015 às 09h16min

Conheça o empreendimento que pode mudar os rumos de Presidente Kennedy

Jornal A Tribuna

Porto-indústria
O Porto Central, que será construído em Presidente Kennedy, seguirá o modelo do Porto de Roterdã (Holanda) de porto-indústria. 

O terminal irá operar diversos tipos de cargas como: granéis líquidos (petróleo e derivados e produtos químicos), granéis sólidos (minério de ferro, carvão, ferro gusa), além de soja, milho, trigo e outros produtos agrícolas, fertilizantes e veículos.

O Porto Central também vai movimentar contêineres.

No terminal estão previstos 30 berços. A profundidade vai variar de 10 a 25 metros, o que vai permitir que o Estado receba navios de grande porte.

Fases

O projeto prevê quatro etapas. O investimento previsto para a primeira é de R$ 1,5 bilhão.

Para as outras fases, será de cerca de R$ 4,5 bilhões.

Prazos

A expectativa é de que as obras tenham início em 2016, ou seja, dois anos de atraso em relação ao prazo inicial, previsto para 2014.
A operação do porto vai começar a partir do final do segundo semestre de 2017.

Empregos
Durante as obras, deverão ser criadas 4.700 vagas de empregos.

E na operação, esse número vai variar conforme a quantidade de empresas que se instalarem no porto. A expectativa é de que o número de postos de trabalho chegue a 3.500 na operação.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp