12/05/2022 às 10h28min - Atualizada em 12/05/2022 às 10h28min

Criminosos matam gado a tiros para roubar carne em fazenda de Presidente Kennedy

Segundo o produtor rural do local, os bandidos abateram os animais, arrancando partes que poderiam ser vendidas e deixaram apenas as cabeças e as patas; prejuízo estimado é de R$ 60 mil

Da Redação - Com informações A Gazeta
Uma propriedade rural perto do distrito de Jaqueira, no interior de Presidente Kennedy, no Sul Estado, teve as três vacas do local abatidas a tiros por criminosos, na madrugada dessa terça-feira (10). Segundo o produtor rural do local, estima-se que o prejuízo foi de aproximadamente R$ 60 mil.

O produtor rural contou que a propriedade dele foi invadida. “Entraram e arrombaram duas porteiras que estavam com cadeados”, disse. Ele explicou que, no local, três vacas foram abatidas e somente ficaram as cabeças e as patas dos animais.

Além disso, outra vaca que foi atingida por tiro precisará ser sacrificada. “Todas as vacas estavam prenhas, elas iam parir no mês que vem”, contou. De acordo com o dono da propriedade, que é produtor há 40 anos, as vacas teriam os bezerros daqui a 25 dias. Os animais da raça Nelore eram registrados puro sangue e destinados à reprodução de bezerros.

Para o dono, esse é um acontecimento recorrente, pois, nos últimos dois anos, produtores do município têm sofrido com isso. Na delegacia, outras duas pessoas estavam presentes para registrar um crime como esse, conforme falou o produtor.

O que diz a Polícia
A Polícia Militar informou, em nota, que, realiza policiamento ostensivo constante em todo o município de Presidente Kennedy . “No entanto, é importante lembrar que o patrulhamento é dinâmico, por isso é muito importante que a população colabore acionando uma viatura, via Ciodes (190), sempre que houver suspeita ou ocorrência de crime em andamento para que a viatura mais próxima possa chegar mais rapidamente ao local”, comunicou.

Além disso, quando não há detidos em flagrante, a polícia orienta que as vítimas registrem o boletim em uma delegacia “para que a Polícia Civil investigue e identifique os suspeitos para que respondam sobre os delitos”.

Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp