06/02/2018 às 10h59min - Atualizada em 06/02/2018 às 10h59min

Criminosos matam criança de 3 anos e baleiam pai e mãe em tentativa de assalto na Zona Norte do Rio

Pai, mãe e filha foram baleados na Rua Cardoso de Castro, em Anchieta, por volta das 2h30. Menina de 3 anos foi levada para a UPA de Ricardo de Albuquerque, mas já chegou morta no local.

G1

 

Uma criança de três anos morreu após ser baleada em uma tentativa de assalto por criminosos na Rua Cardoso de Castro, em Anchieta, na Zona Norte do Rio, próximo ao número 179, por volta das 2h30 desta terça-feira (6). O pai e a mãe foram baleados e levados para o hospital.

A criança chegou a ser socorrida e levada para a UPA de Ricardo de Albuquerque, mas não resistiu aos ferimentos. Segundo a secretaria estadual de Saúde, a menina Emilly Sofia Neves Marriel já chegou morta na UPA. Os pais para o Hospital Albert Schweitzer, em Realengo, na Zona Oeste. O pai foi submetido a uma cirurgia no abdômen.

Os criminosos cercaram o carro quando eles saíam de uma lanchonete em um posto de gasolin a e atiraram na família. Segundo a polícia, os criminosos tinham saído da comunidade da Pedreira e estavam roubando carros pelo caminho. Eles acabaram fugindo sem levar o veículo.

Entre dezembro de 2014 e dezembro de 2017, os casos de roubo na capital fluminense aumentaram em mais de 41% - de 7014 para 9897 ocorrências. Considerando apenas os roubos a veículos, o crescimento no número de casos foi de 73% no mesmo período, saltando de 1266 para 2200 casos.

Segundo especialista em segurança pública, investimento nos efetivos estaduais ajudariam a evitar crimes como o ataques. “Criminosos se sentem à vontade em cometer o delito e atentar contra a vida das pessoas. A nossa lei penal é muito branda e as pessoas não se sentem ameaçadas. A lei não é suficiente para dissuadir o criminoso de cometer o delito”, afirmou Paulo Storani.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp