05/06/2017 às 08h00min - Atualizada em 05/06/2017 às 08h03min

Ciclistas irão percorrer 350 Km na Rota das Missões Jesuítas; Grupo passará por Presidente Kennedy no próximo fim de semana

Os ciclistas irão almoçar na cidade no dia 10

Assessoria de Imprensa do Grupo Castelo Bike Team
Grupo Castelo Bike Team

Um grupo de 40 ciclistas amadores castelenses, e também moradores de municípios vizinhos como Cachoeiro de Itapemirim e Vargem Alta, profissionais de vários ramos, entre eles quatro mulheres, vão percorrer cerca de 350 quilômetros durante 24 horas. O desafio, que acontece pelo segundo ano consecutivo, denominado "Missão Jesuíta 24 Horas", será no segundo fim de semana de junho, nos dias 10 e 11, com saída às 7h e chegada prevista para 8h30m, nos dois dias no mesmo local, o Posto Peisino em Castelo. A promoção do evento é do grupo de ciclistas castelenses "Castelo Bike Team", que vem realizando reuniões regulares desde o mês de março para organização de todos os detalhes desse desafio radical.

O título "Missão Jesuíta 24 Horas" se deve ao fato que o grupo vai percorrer os mesmos caminhos das antigas Missões dos Padres Jesuítas, que passaram em Castelo por volta de 1.625. "Os Jesuítas estiveram em nossa região sul do Espírito Santo entre os séculos XVI e XVII. Além de ser um desafio pessoal meu como historiador, queremos divulgar a história do nosso estado, porque foram os primeiros registros da presença de habitantes não indígenas na região. Teremos o reconhecimento da igreja católica, inclusive com uma celebração feita por padres jesuítas com bênçãos ao grupo, durante nossa parada no Santuário Nacional de São José de Anchieta, que vai acontecer justamente na festa anual do Santuário", explicou o empresário e historiador, André Dell'Orto Casagrande.

No trajeto de cerca de 350 quilômetros, eles vão sair de Castelo e passar por: Cachoeiro de Itapemirim, Presidente Kenedy, Marataízes, Itapemirim, Piúma, Anchieta, Guarapari. A volta será margeando a Br101, passando por Iconha. A maior parte do percurso será por estradas de chão, mas também vão passar por vias asfaltadas, pela BR 101 Sul e ainda vão parar no centro de todas as cidades citadas.

"Nosso cronograma já está quase fechado, com alterações significativas em relação ao evento do ano passado, fazendo o percurso ao contrário, prevendo algumas paradas para descanso, alimentação e até banho. Esse ano vamos direto de Castelo para a Missão Jesuíta da Igreja de Nossa Senhora das Neves em Presidente Kennedy, e de lá seguir pelo litoral até Guarapari. Da outra vez passamos por esses locais já a noite e madrugada. Agora seremos mais vistos, pois estaremos dentro das cidades em horários melhores. Também diminuímos a altimetria, tornando o trajeto mais acessível aos ciclistas", contou um dos organizadores, Gilberto Soares.

É uma iniciativa particular, custeada a maior parte pelos próprios amantes da aventura sob duas rodas e vai contar também com quatro apoiadores: Cicle Genovez, Ferrão Calçados, Posto Peisino e Supermercados Perim. Os ciclistas terão uma equipe de colaboradores, em carros de apoio, que além da nutrição necessária com alimentos como frutas, suplementos e água mineral, vão carregar equipamentos e peças extras que possam necessitar em casos de imprevistos. Uma jornalista e um cinegrafista irão transmitir via Internet, através das redes sociais, em tempo real, todo o evento. A ideia é postar flashes, com pequenos filmes e fotos a cada meia hora, registrando tudo em fotos e filmagens, que depois vão compor um vídeo documentário para eternizar o desafio histórico e religioso.

O grupo é composto por ciclistas amadores que no dia a dia desempenham as mais variadas funções como comerciantes, mecânico, engenheiro, contador, advogado, vendedores, entre outros. "Será um verdadeiro desafio em equipe, onde um está estimulando o outro. Os treinamentos acontecem de acordo com a agenda e o limite de cada um. Participei do primeiro e gostei muito. Acho que agora será ainda melhor, devido às alterações no trajeto e também a abertura para mais companheiros ciclistas participarem dessa desafiadora e emocionante aventura sob duas rodas, e ainda com o diferencial que nossa família e amigos vão poder nos acompanhar através das redes sociais", concluiu Gladstone Pinheiro, um dos ciclistas participantes.                        
 


Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp