17/12/2014 às 23h46min - Atualizada em 17/12/2014 às 23h46min

Vereador tira roupa para evitar aprovação de “projeto fantasma” na Serra

Os vereadores Basílio da Saúde (PROS), Nacib Haddad (PDT) e Antonio Boy do INSS (PSB) seguiram o colega, mas tiraram apenas os paletós durante a sessão

Folha Vitória

O vereador Aldair Xavier (PTB) tirou a roupa para manifestar sua insatisfação com as manobras realizadas na Câmara Municipal da Serra pelos aliados do prefeito Audifax Barcelos (PSB). A atitude foi para evitar a votação de um projeto que foi protocolado pela oposição apenas com a capa, sem nenhum conteúdo, e que pedia a anulação da eleição que escolheu a futura Mesa Diretora. . 

Inconformado com a manobra que pretendia invalidar a eleição da vereadora Neidia (SDD) para a presidência da Casa e convocar nova eleição no apagar das luzes de 2014, o vereador Aldair Xavier, que é aliado da presidente eleita, arrancou paletó, gravata e camisa. Ficou circulando no plenário vestindo apenas a calça.
Os vereadores Basílio da Saúde (PROS), Nacib Haddad (PDT) e Antonio Boy do INSS (PSB) seguiram o colega, mas tiraram apenas os paletós. Segundo o vereador Gideão Svensson, o que houve foi a tentativa de fraudar a eleição da vereadora Neidia.

“Os aliados do prefeito protocolaram um projeto de Resolução com o número 13, que continha apenas a capa para nenhum vereador ter acesso ao conteúdo. Mais tarde, protocolaram novo projeto cancelando a eleição da vereadora Neidia e convocando uma nova eleição para o dia 31. Ocorre que eles já haviam perdido em primeira instância na Justiça e também na segunda instância. E agora pretendiam realizar essa manobra”, contou o vereador.

Svensson diz que não há clima para votar mais nada na Casa. “Acredito que seja necessária uma intervenção na Câmara da Serra. Não temos mais estabilidade jurídica para votar nada”, concluiu o vereador.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp