21/06/2016 às 19h11min - Atualizada em 21/06/2016 às 19h11min

Mais de 500 servidores públicos aderem à paralisação em Marataízes, diz Sindicato

Mais de 500 servidores públicos aderem à paralisação em Marataízes, diz Sindicato

Folha Vitória
Os servidores públicos de Marataízes paralisaram os serviços nesta terça-feira (21) em protesto pelo reajuste salarial (Foto: ​Divulgação)

A paralisação dos funcionários públicos em Marataízes reuniu mais de 500 servidores, de acordo com Sindicato dos Servidores de Marataízes, Presidente Kennedy e Iconha (Sismapki). Eles caminharam da Prefeitura até o centro da cidade, e encerraram o movimento por volta das 15h deste terça-feira (21).

De acordo com a presidente interina em exercício no Sindicato, Grazieli Serafim da Rocha, os funcionários decidiram fazer o protesto em um único dia. “Tivemos uma grande adesão e vamos conversar para fazermos um novo movimento. Enquanto estivemos nas ruas, não foram procurados pela Prefeitura para discutir a situação”, comenta.

O Sindicato espera um encontro oficial com o prefeito Jander Nunes Vidal (PSDB) para discutir sobre o reajuste salarial. “Queremos uma reunião oficial e documentada, nada de conversa em corredor. Em março, tivemos uma reunião e foi feita uma Ata. Agora, além de não ter a reunião, não tivemos nenhuma satisfação do executivo”, completa a presidente.

Em nota, o secretário de Administração de Marataízes, Adson Nogueira, disse que o índice da folha no município está em aproximadamente 54,98%, e quando atinge 53,7% a Prefeitura fica impedida de tomar medidas, como reajustes. De acordo com o secretário, Marataízes teve uma queda de cerca de R$ 12 milhões na arrecadação no primeiro quadrimestre de 2016.  

Com relação ao quinquênio e decênio, a Secretaria de Administração ressalta que estão sendo efetuados os cálculos de cerca de dois mil processos acumulados, muitos estavam parados há mais de dois anos sem qualquer movimentação, e informa que hoje, todos estão tramitando na Prefeitura.

Ainda, segundo a nota, o prefeito Jander Nunes Vidal (PSDB) tem sim intenção de resolver a situação dos servidores, mas tem impedimento legal de fazer isso. O município pede paciência aos servidores e ressalta que o pagamento dos salários e auxílio alimentação dos servidores municipais estão em dia. 

Atualmente a Prefeitura de Marataízes tem cerca de 2.400 servidores. Os serviços essenciais não foram paralisados e seguiram na normalidade, assim como serviços administrativos.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp