17/05/2016 às 20h00min - Atualizada em 17/05/2016 às 20h00min

Presidente Kennedy tem mais eleitores que habitantes, diz Justiça

Cidade tem 11.309 moradores e 12.265 eleitores. Situação será investigada pela Justiça Eleitoral.

G1 ES

O município de Presidente Kennedy, no Sul do Espírito Santo, tem mais eleitores do que moradores, segundo a Justiça Eleitoral. A situação será investigada.

A cidade tem 11.309 habitantes, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o que inclui votantes e não-votantes. Mas o levantamento da Justiça Eleitoral aponta que o município conta com 12.265 eleitores, o que representa 956 eleitores a mais do que a quantidade de habitantes.

"Historicamente, essa proximidade entre número de eleitores e número de habitantes existe, entretanto, verificamos pela primeira vez uma suspeita de irregularidade porque o número de eleitores superou o número de habitantes", explicou o juiz eleitoral Marcelo Jones de Souza Nôto.

Cartório Eleitoral em Presidente Kennedy (Foto: Reprodução/ TV Gazeta)

Cartório Eleitoral em Presidente Kennedy (Foto: Reprodução/ TV Gazeta)

Cartório Eleitoral em Presidente Kennedy
(Foto: Reprodução/ TV Gazeta)

O número de eleitores é atualizado diariamente pelos cartórios. Através desse sistema foi possível constatar a transferência de um grande número de títulos para o município.  Segundo o juiz, a Justiça vai investigar se essas transferências são ou não crime de falsidade ideológica eleitoral.

O juiz também explicou que como Presidente Kennedy é uma cidade pequena, muitos eleitores acabam indo embora atrás de oportunidade de emprego, mas não transferem o título de eleitor. Isso não é crime, mas não se pode afirmar que a diferença entre o número de habitantes e eleitores esteja relacionada somente a isso.

Para impedir inscrições fraudulentas, a previsão é fazer o recadastramento biométrico no ano que vem. "Isso assegura a inexistência de fraude porque a identificação deixa de ser feita apenas pelo documento, mas também pela biometria da pessoa", disse o juiz.

Correição
No ano passado foi notada uma proximidade entre o número de habitantes e o número de eleitores em Presidente Kennedy. Por esse motivo, o Tribunal Regional Eleitoral instaurou um processo chamado correição, para ter certeza sobre as pessoas que votam na cidade.

O resultado final desse levantamento ainda não foi concluído, e como 2016 é ano eleitoral, não pode ser feita uma nova correição. O levantamento que mostrou a diferença entre habitantes e eleitores foi feito pela Justiça Eleitoral.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp