11/12/2014 às 10h45min - Atualizada em 11/12/2014 às 10h45min

Presidente Kennedy se manteve como o maior PIB per capita do país

PIB da cidade representa 0,12% no nacional

Por André Jordão - com informações UOL

O município de Presidente Kennedy, com 11 mil habitantes, teve o maior PIB per capita do país em 2012, de R$ 511.967,24, um salto de R$ 124.830,00 para o ano de 2011.

Presidente Kennedy tem sua agropecuária e suas atrações turísticas, mas, depois da descoberta do pretróleo em águas kennedenses, foi o petróleo que a alçou ao topo do ranking. O município é o principal beneficiado com royalties da exploração de óleo no litoral capixaba.

Ainda, a cidade pode lucrar com a construção de um superporto nos planos da TPK Logística S.A. em parceria com o Porto de Roterdã. O investimento previsto inicialmente supera R$ 5 bilhões. A empresa obteve a licença prévia para o projeto de construção do chamado Porto Central, esta semana.

Na ponta oposta, a cidade de Curralinho, no Pará, teve o pior desempenho do país, com uma renda per capita de R$ 2.720,32.

As cinco cidades com as maiores rendas per capita (por morador) do Brasil estão localizadas nas regiões Sudeste e Sul. 

 

5 cidades com maior PIB per capita em 2012
 1º        Presidente Kennedy - ES R$ 511.967,24
 2º  Louveira - SP R$ 285.619,15
 3º  Confins - MG R$ 270.512,88
 4º  Triunfo - RS R$ 230.483,69
 5º  Quissamã - RJ R$ 230.344,73

 

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) explicou que esses municípios têm em comum a baixa densidade demográfica. Presidente Kennedy líder do ranking nacional em 2012 destacou-se pela produção de petróleo, mesmo caso de Quissamã. Louveira concentrava centros de distribuição de grandes empresas, enquanto Confins se beneficiou com o maior número de voos no aeroporto da cidade. Já a gaúcha Triunfo, na região metropolitana de Porto Alegre, sediava um importante polo petroquímico.

Todos esses dados se referem a 2012, mas só foram divulgadas pelo IBGE  nesta quinta-feira (11), no relatório "Produto Interno Bruto dos Municípios". São os números mais recentes disponíveis.

O PIB per capita é obtido com a divisão do PIB do município por sua população. Não quer dizer que isso seja a renda das pessoas.

“É relevante salientar que nem toda a renda gerada no município é apropriada por sua população residente, uma vez que a geração de renda e o consumo não são necessariamente realizados em um mesmo município”, ressaltou o IBGE.

A título de comparação, o PIB per capita de Presidente Kennedy é, aproximadamente, 188 vezes maior que o de Curralinho (PA) e 22 vezes maior que a renda per capita média brasileira, que é de R$ 22.645,86.

Por sua vez, a renda per capita de Curralinho corresponde, aproximadamente, a apenas 0,5% da renda de Presidente Kennedy.

A participação no PIB nacional da cidade de Presidente Kennedy passou de 0,10% para 0,12% em 2012, um crescimento de 0,02% no período.

PIB do país cresceu 1%

Em 2012, o Produto Interno Bruto (PIB) a preços de mercado cresceu 6% nominalmente e 1% em termos reais, em comparação com o ano anterior, informou o IBGE. Em valores correntes, o resultado alcançado foi de R$ 4.392,10 bilhões.

A expansão do PIB foi resultado do crescimento de 0,9% do valor adicionado bruto a preços básicos e do aumento de 1,6% nos impostos, líquidos de subsídios, sobre produtos.

Desigualdade no Brasil

O índice de Gini (medida de desigualdade de distribuição de renda) para o PIB em 2012 foi de 0,86% enquanto para o valor adicionado bruto da agropecuária, indústria e serviços foi de 0,61%, 0,90% e 0,86%, respetivamente. Segundo o IBGE, esses coeficientes se mantiveram praticamente inalterados desde 2004.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp