03/08/2021 às 16h18min - Atualizada em 03/08/2021 às 19h20min

Pesquisa da United HR indica que investimentos em energias renováveis impactaram nas vagas de emprego

O setor de energias renováveis está com os investimentos em alta. Especialista em contratação de executivos fazem um levantamento do aumento da empregabilidade do setor.

DINO
http://unitedhr.co

A modernização no setor elétrico, por energias renováveis, está acelerada e traz implicações na geração de empregos. É o que mostra um levantamento da United HR sobre a demanda por executivos do setor produtivo e a oferta de profissionais, com foco em ocupações na área de energia.

Segundo a United HR, a geração de energia renovável no país vem crescendo de forma relevante na última década, especialmente as fontes solar e eólica. O levantamento estima que o setor de energia solar fotovoltaica gerou mais de 260 mil empregos desde 2012. E o de energia eólica deve gerar 200 mil novos empregos diretos e indiretos até 2025.

O governo brasileiro, no acordo de Paris, se comprometeu a aumentar a participação de bioenergia sustentável para 18%; alcançar 10% de ganhos de eficiência no setor elétrico; expandir para 33% o uso de fontes renováveis, entre outros, até 2030. Esses compromissos se unem aos esforços de todos os países para diminuir a emissão de poluentes e reduzir o efeito estufa.

Márcio Miranda, CEO Latam da United HR, explica que novas áreas de atuação profissional estão sendo desenvolvidas no setor, como habilidades de resiliência para trabalhar em cenários que por tradição são incertos, um setor altamente regulado e que tenha uma excelente leitura das mudanças regulatórias e que consiga estabelecer estratégias de curto, médio e longo prazo.

Alisson Soncine, Managing Director da United HR, explica que os executivos que querem entrar neste setor devem ter habilidades de negociação e relacionamento com empresas do setor e com o governo e uma ótima compreensão dos movimentos governamentais e, em especial, o crescimento dos novos setores energéticos - eólico, solar, biomassa.

Márcia Pillat, CEO North America da United HR, afirma que: "É um setor que, pelas necessidades das cidades e pela diversidade que vai se impondo, precisa de profissionais com esta visão de longo prazo. E podem ser também grandes empreendedores em empresas ligadas às fontes alternativas - o segmento de aparelhos de produção de energia solar é bastante promissor".

Estes são os investimentos anunciados esta semana, que podem gerar novas posições de empregos:

A Aurora Energia implementou nova fase de um projeto solar na cidade de Arinos, em Minas Gerais. A empresa conseguiu a outorga de 698 MW e pretende investir R$ 10 bilhões até 2025 a fim de expandir a geração para 2,3 GW no estado (Fonte: CB Insights).

Governo do Ceará e Qair Brasil anunciam investimentos de US$ 6,95 bilhões em energia renovável. Os projetos incluem a construção de um complexo eólico offshore próximo à costa de Acaraú e o desenvolvimento de uma planta de eletrólise para produção de hidrogênio verde no Complexo Industrial e Portuário do Pecém, entre os municípios de Caucaia e São Gonçalo do Amarante (Fonte: S & P Global Noruega).

A VTRM Energia Participações, voint venture entre Votorantim Energia e e o fundo canadense CPP Investments, receberá financiamento de cerca de R$ 1,62 bilhão pelo BNDES na implantação de 10 parques eólicos, com a expectativa de geração de mais de 1000 empregos. Os projetos envolveram os municípios de Betânia do Piauí, Curral Novo do Piauí, Paulistana, no Piauí, e Araripina e Ouricuri, em Pernambuco. A previsão é de que os parques entrem em operação já no ano que vem (Fonte: LAFIS).

A Lisarb Energy, em contrato assinado com a Raízen, investirá US$ 20 milhões em parques solares. As usinas ficarão localizadas no Rio de Janeiro, Goiás e Distrito Federal. A previsão de início das operações é para 2022 (Fonte: CEIC).



Website: http://unitedhr.co
Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp