02/12/2015 às 19h48min - Atualizada em 02/12/2015 às 19h48min

Prefeitura pede apoio da população para combater dengue

Coordenadoria de Comunicação - PMPK
Durante todo o ano, a Prefeitura de Presidente Kennedy realizou trabalho de combate aos focos do mosquito Aedes aegypti, causador da dengue, mas nos últimos quatro meses o trabalho foi intensificado, com inspeção de quintais e terrenos em todos os imóveis da sede.
 
Foi feita a borrifação com inseticida num raio de 300 metros ao redor dos locais onde foram detectados os casos da doença, e o carro fumacê circulou em todos os bairros. Também está sendo feito trabalho diário de investigação epidemiológica dos casos.
 
Deivis Oliveira Guimarães, Secretário de Saúde, informa que na Rua das Flores foram encontrados 14 focos. "Infelizmente 90% dos focos está dentro das residências".
 
Ele diz que está sendo feito um trabalho intenso para combate aos focos, mas se a população não ajudar na tarefa de eliminar os depósitos, realmente o Município poderá por uma epidemia de dengue. "Precisamos que nos ajudem nesse trabalho preventivo”.
 
Deivis diz que em relação ao aumento das notificações, é resultado do trabalho de conscientização de toda a equipe para que realmente efetue as notificações dos casos suspeitos, para que o município tenha números que reflitam a realidade.
 
“Até o momento só tivemos quatro casos confirmados dentre todas as amostras coletadas. Mas esse número ainda pode aumentar com o resultado das novas sorologias”, alerta.
 
As ações de combate continuam, inclusive com a doação de tela para cobertura das caixas d´água que porventura ainda se encontrarem descoberta, apesar de todo o trabalho de orientação já feito pela equipe da Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde.
 
O secretário destaca que a Prefeitura está fazendo a sua parte, mas para a erradicação da doença, é necessário que os moradores mantenham quintais e terrenos limpos e cubram suas caixas d´água. “ Todos precisam se dedicar para a solução desse problema. O mosquito está provocando novas doenças e todas podem matar. Precisamos realmente unir esforços para eliminar de vez esse problema”.

Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp