02/12/2014 às 22h30min - Atualizada em 02/12/2014 às 22h30min

Coronel capixaba é preso acusado de desviar dinheiro do Batalhão de Guarapari

De acordo com os autos do processo, o coronel teria realizado uma compra de materiais de construção com dinheiro da Polícia Militar para uso particular

Folha Vitória

O tenente-coronel da reserva da Polícia Militar, Aldoete Guedes Sant’ana, foi preso nesta segunda-feira (01), acusado de desvio de recurso do fundo do 10º Batalhão de Guarapari. Aldoete foi encaminhado ao Quartel da Polícia Militar (PM), em Maruípe. Ele foi condenado há 10 anos e 2 meses de prisão, em regime fechado. 

De acordo com os autos do processo, o próprio Órgão Ministerial Militar, que investigava a conduta do coronel, aponta que Aldoete, utilizando-se do cargo de comandante do 10º Batalhão, e presidente do FUNCOOP, teria efetuado empréstimos que totalizaram o valor de R$ 10,4 mil “sem qualquer comprovação de pagamento”. Além disso, ele teria realizado uma compra de materiais de construção com dinheiro da PM para uso particular.

O processo contra Aldoete começou a tramitar em 2005. O FUNCOOP, na época, existia em várias unidades da PM, e se destinava não só a conceder empréstimo aos militares que necessitassem, mas também supria despesas de mais urgentes na unidade. Aldoete está na reserva da PM desde 2006.

Na decisão expedida pelo Tribunal de Justiça do Espírito Santo, em 2011, Aldoete havia sido condenado pelos crimes de peculato e apropriação indébita. O tenente-coronel chegou a recorrer da decisão, mas o ministro Celso de Mello do Supremo Tribunal Federal (STF) negou o recurso.

Procurada, nesta terça-feira (02), a PM não comentou a decisão.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp