16/08/2015 às 09h36min - Atualizada em 16/08/2015 às 09h36min

Motorista fica pendurado em carro após veículo quebrar parede de garagem em prédio de Colatina

De acordo com a Polícia Militar, o motorista perdeu a direção dentro da garagem. O piso de cerâmica escorregadio contribuiu para que ele não conseguisse frear

Gazeta Online

O motorista de um Chevrolet Cruze perdeu o controle do veículo e quebrou a parede do andar da garagem de um prédio na Avenida das Nações, no bairro de Colatina Velha, Colatina, no Norte do Estado.

O carro ficou ficou pendurado por mais de uma hora no início da manhã desta sexta-feira (14). Se o carro não ficasse preso entre as paredes, a queda seria de 15 metros de altura.
A mulher do motorista, uma atendente de farmácia, de 31 anos, contou que o marido saiu de casa por volta de 4h para ir à casa de um parente.
Ao retornar, por volta de 6h, ele se assustou com alguma coisa e acelerou dentro da garagem. O veículo foi projetado para frente e derrubou a parede.
A mulher, que não quis ter o nome divulgado, disse ainda que acordou com o barulho e viu o que tinha acontecido. Ela e os vizinhos chamaram a polícia e o motorista aguardou dentro do carro a chegada do socorro.
De acordo com a Polícia Militar, o motorista, um eletricista de 30 anos, perdeu o controle da direção dentro da garagem. O piso de cerâmica escorregadio contribuiu para que ele não conseguisse frear.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e amarrou o veículo na pilastra do edifício para que o motorista pudesse ser resgatado. Ele foi retirado pelo vidro traseiro, que precisou ser quebrado pelos bombeiros.

De acordo com o sargento Rossi, do Corpo de Bombeiros de Colatina, a estrutura do prédio não foi comprometida porque o veículo não atingiu nenhuma coluna de sustentação, apenas a parede de alvenaria. "Fizemos a estabilização do veículo até a retirada da vítima. Nós o ancoramos com cordas e cabos de aço, pois o perigo maior era o carro descer e acontecer um acidente. A primeira atitude era estabilizar e assegurar a integridade da vítima", finalizou.

Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp