07/01/2021 às 11h56min - Atualizada em 07/01/2021 às 12h20min

2021 deve trazer mais colaboração entre as indústrias, diz empresa de tecnologia

Pouco mais de 97% das empresas adotou alguma medida em 2020 diante da pandemia do coronavírus e a tendência deve seguir neste ano que se inicia

DINO
http://chmasterdata.com

Entre mudanças de fornecedores, abertura de novos canais de venda e adaptação do modelo de trabalho, as empresas brasileiras passaram o ano que se encerrou tomando várias medidas nos negócios. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apenas 2,9% das empresas não adotou nenhuma medida em 2020 diante da pandemia do novo coronavírus, o que significa que as demais (97,1%) promoveram mudanças.

"Foi um ano de adaptação e aprendizados para todos, inclusive para a indústria", diz Tadeu Avellar, diretor da CH Master Data, empresa de tecnologia de gestão de cadastros de materiais, serviços e fornecedores. Como a tecnologia permite redução de custos e aumento da produtividade nos processos de gestão de materiais e compras, o executivo lembra que a solução foi muito buscada neste período. "Houve um susto inicial com a situação inesperada, mas em menos de dez dias conseguimos colocar mais de 90% do seu quadro de funcionários em segurança em casa. Conseguimos rapidamente aprender a trabalhar desta outra forma", lembra.

O ano foi adverso, mas ainda assim a CH Master Data obteve o melhor período em termos de resultado e uma alta de 10% no faturamento.
Uma tendência que o executivo enxerga na indústria é o de maior colaboração, com mais empresas trocando informações e participando de redes de fornecedores. Não à toa, as soluções que trouxeram isso se destacaram.

No JUMTOS - grupo de compras formado através de uma parceria entre a empresa Procurement Garage e a CH Master Data - há uma iniciativa de seis grandes empresas para comprar juntas, formando um grupo de compras e assim reduzir custos. Há ainda a Vendor List, uma rede de compartilhamento de fornecedores com 25 empresas participantes. A terceira solução é o Surplus, em que alguns clientes estão fazendo a permuta de materiais excedentes e inativos entre elas.

"Com o aprendizado de 2020, esperamos que 2021 seja um ano ainda melhor", projeta Avellar, ao apontar que já há 14 novos clientes entrando na plataforma no início de 2021.

A tendência de home office deve se manter no mercado e não será diferente na empresa de tecnologia, já que 96% dos colaboradores da CH Master Data gostaram do modelo de trabalho de casa.

Pioneira mundial em tecnologia para gestão de cadastros de materiais, serviços e fornecedores, a CH Master Data atua desde 1991 na gestão de cadeia de suprimentos. A empresa é a única da América Latina que opera com o conceito de rede empresarial. Com 29 anos no mercado, a empresa conta com uma comunidade composta por mais de 70 grandes empresas, totalizando mais de 3 milhões de peças catalogadas. O time da CH Master Data é formado por mais de 170 colaboradores, com atuação nas principais empresas do Brasil. A principal plataforma, chamada WEBFORMAT, apresenta quase um milhão de acessos ao ano, contando com 35 mil fabricantes e 50 mil fornecedores mapeados.



Website: http://chmasterdata.com
Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp