05/01/2021 às 16h38min - Atualizada em 05/01/2021 às 17h20min

Limpeza hospitalar exige cumprimento de recomendações da Anvisa

A limpeza hospitalar é responsável por remover a sujeira dos diversos ambientes e reduzir o número de microrganismos existentes, preservando a população do local, sejam pacientes ou funcionários.

DINO
https://www.weinberger.com.br/

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é o órgão responsável por fiscalizar o cumprimento das normas de funcionamento e higiene dos estabelecimentos no país. Suas regras garantem que os locais estejam protegidos para os trabalhadores e demais usuários dos serviços e não seria diferente no que se refere à limpeza hospitalar. Os hospitais, públicos ou privados, também passam por essa fiscalização, que é de suma importância para evitar contaminações, especialmente em épocas de contaminação e pandemia, como se enfrenta atualmente a da Covid-19.

Responsáveis por garantir assistência médica, os hospitais são locais em que há um grande fluxo de pessoas diariamente, o que aumenta a incidência de uma série de vírus e a proliferação de bactérias no local. Na prática, os pacientes que estão em tratamento podem se contaminar e agravar seu estado de saúde. Por isso, caso as normas e padrões estabelecidos pela Anvisa não sejam cumpridos, os hospitais podem ser punidos, assim como qualquer outro tipo de estabelecimento.

A limpeza hospitalar é responsável por remover a sujeira dos diversos ambientes e reduzir o número de microrganismos existentes, preservando a população do local, sejam pacientes ou funcionários. Trata-se da higiene constante de maçanetas, interruptores de luz, corrimãos, grades de apoio, botões de elevador, torneiras, porta-papel higiênico, saboneteiras, papeleiras, bancadas, entre outros. Devem ser higienizados também pisos, banheiros, superfícies de equipamentos e móveis. Na saída do paciente do quarto ou da sala cirúrgica é realizada a limpeza profunda, com desinfecção do ambiente.

Para que tudo seja devidamente cumprido, é essencial que a administração do hospital garanta que a equipe, principalmente a de limpeza, esteja ciente das normas. Além disso, é imprescindível disponibilizar todos os materiais e equipamentos necessários para realizar a desinfecção. "A responsabilidade na limpeza hospitalar envolve uma higienização correta, com os utensílios adequados e, principalmente, periódica. A limpeza com escovas e desinfetantes é eficaz e ajuda a reduzir a possibilidade de infecção no ambiente", destacou a Weinberger, empresa fabricante de escovas de higienização.

"Passar um pano com desinfetante e antibactericida no chão não é suficiente. É necessário o uso de itens próprios para esse tipo de limpeza. A Anvisa recomenda o uso de escovas de cerdas duras com cabo longo, específicas para a limpeza pesada de banheiros, por exemplo", conta a empresa.

A esterilização dos itens que serão reutilizados é muito importante. Muitas pessoas já tiveram infecções agravadas por falta de esterilização de objetos. Usar germicidas e produtos específicos pode ajudar em uma limpeza hospitalar mais eficiente. Desta forma, as bactérias são destruídas com mais facilidade e o risco de sobrar algum foco de contaminação é muito pequeno.



Website: https://www.weinberger.com.br/
Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp