30/09/2020 às 16h31min - Atualizada em 30/09/2020 às 16h36min

Eleições 2020 - Tecnologia e Relacionamento Digital fazem a diferença para os candidatos

Plataforma ajuda políticos a realizarem a campanha em tempos de pandemia integrando WhatsApp e redes sociais para conquistar os votos.

DINO
http://eleitorweb.com.br
Clayton Lustosa apresenta os benefícios do Marketing Político Digital

Com as eleições municipais 2020 no Brasil marcadas para os dias 15 de novembro - primeiro turno - e 29 de novembro - o segundo turno, candidatos e eleitores se encontram em uma situação inusitada devido ao distanciamento social provocado pela pandemia do novo Corona vírus. Assim, mais de 153 milhões de eleitores, vão às urnas neste ano para eleger prefeitos e vereadores com diversas restrições de distanciamento. Por isso, os candidatos começam a se organizar diante das novas regras para fazer uma campanha mais digital do que presencial.

Com isso, agora o grande desafio dos que estão em busca de bons resultados nas urnas, será focar em estratégias que substituirão o velho costume do corpo a corpo das campanhas tradicionais. O candidato precisa inovar e fazer com que suas propostas realmente cheguem até as pessoas nessa curta campanha eleitoral. No Brasil já existem algumas empresas que oferecem serviços interessantes, sendo que o EleitorWEB tem merecido destaque pela base e rapidez de respostas que proporciona a seus clientes candidatos.

"Temos soluções inovadoras que fazem com que a mensagem e a informação sejam confiáveis em um momento de tanta notícia falsa, as chamadas fake news. Conseguimos formar uma base sólida de relacionamento para que o candidato possa trabalhar com seus apoiadores. Isso facilita a real interação e fideliza as pessoas de verdade", explica Clayton Lustosa, o CEO da empresa EleitorWEB, que virou uma das maiores referências em marketing tecnológico político do país. Clayton tem viajado pelo Brasil estabelecendo estratégias para seus clientes e sinalizando as vantagens da tecnologia em um mundo onde tudo mudou. "Já está perdendo terreno quem não entendeu que não existem mais campanhas como antes há muito tempo. A pandemia somente acelerou o processo", explicou.

O EleitorWEB é a grande solução para enfrentar essa nova realidade, que traz desafios para a comunicação dos candidatos com o seu eleitor final, que está na ponta do processo, mas que é o seu foco. Assim, a plataforma oferece tecnologias e soluções para acelerar o engajamento, aproximar pessoas e mobilizar ações em torno do candidato e de suas propostas. A inovação pode ser adquirida por qualquer candidato, na segurança de que as ferramentas estão dentro da lei como um recurso inteligente que pode ser utilizado para campanhas.


ELEITORWEB

O projeto nasceu em 2010 e atendeu a campanha da Marina Silva. Segundo Clayton Lustosa, foi nesse momento que o segmento evangélico, que apoiava a candidata, o convidou para alavancar a campanha da Marina Silva, que possuía propostas de forte cunho ecológico e de sustentabilidade. "Foi um trabalho intenso e rendeu resultados surpreendentes para ela. Em 2010 alcançamos mais de 3 milhões de pessoas em menos de 3 meses e ela teve mais de 20 milhões de votos.", lembra Lustosa.

O sistema foi implantado e utilizado com sucesso. Nesse caso, ele foi utilizado para atingir os celulares dos membros das igrejas com a coordenação de líderes de células. "A estratégia é dividir a participação de cada um, incluindo todos no processo.", ressalta Clayton.

Diante do sucesso de sua plataforma, o EleitorWEB já participou dos pleitos em 2012, 2014, 2016 sempre ótimos resultados e em 2018 foi chamado para atender Ibaneis Rocha, que buscava ser o mandatário do executivo da capital do país, Brasília. O seu nome aparecia junto aos candidatos com apenas 2% das intenções de votos nas pesquisas em julho.

Para impulsionar sua campanha, Ibaneis contou com apoiadores fiéis e tecnologia como a do EleitorWEB, que começou a projetar seu nome na busca pelo Palácio do Buriti. "Nosso trabalho rendeu muito e, com orgulho, posso dizer que participamos da vitória dele. Colocamos 300 mil pessoas na plataforma dele", contabilizou Clayton ao lembrar que o governador eleito conquistou 69,79% dos votos válidos.

COMO FUNCIONA

Acessando a plataforma, as lideranças que apoiam o candidato podem formar grupos - células - para a divulgação de propostas e conteúdos que não deixam margem de dúvidas com relação a notícias falsas ou calamitosas. Pelo WhatsApp, o candidato e seus apoiadores enviam um convite para que pessoas possam se cadastrar e, assim, ampliar a base, podendo convidar outras pessoas que acreditam e que confiam, construindo assim um elo forte entre grupos. Com isso se constrói o maior benefício que é a base real de apoiadores: os relacionamentos, que fazem parte da rede.

O slogan da empresa é "VOTO É CONQUISTA. VOTO É RELACIONAMENTO."

VANTAGENS

Além da praticidade, economia e agilidade, a plataforma apresenta um canal direto, o que fideliza. O WhatsApp se transforma, literalmente, em uma ponte que não pode sofrer interferência dos opositores, que não acessam a base de relacionamento real onde se conhece as pessoas de verdade e conquista o voto.

Com o EleitorWEB não se trabalha apenas o Facebook ou o Instagram. A ferramenta trabalha com as pessoas. A tecnologia é um meio. Em primeiro lugar vem as pessoas e os processos de trabalho. Depois é oferecido o treinamento para o corpo a corpo digital, tendo como base um banco de dado real organizado para o cliente.

MUDANÇAS

A redação original do Artigo 57-C da Lei nº 9.504/1997, conhecida como Lei das Eleições, proibia qualquer forma de propaganda na Internet durante o período eleitoral. Com a mudança as candidaturas para esse pleito ganharam um fôlego a mais com a possibilidade de impulsionamento de publicações. Assim, essa ação de conteúdo eleitoral por candidatos e partidos podem acontecer, com exceção no dia da eleição. Regra valendo para o candidato ou para qualquer pessoa, lembrando que este tipo de propaganda só pode ter um único objetivo, que é o de impulsionar o alcance de publicações.

LEGISLAÇÃO

Com a advento da LGPD - O EleitorWEB é a ferramenta de Marketing Político mais apropriada. Pois, o Banco de Dados do candidato é formado com o cadastramento individual e pessoal de cada cidadão que ao receber o convite manifesta interesse em apoiar o candidato voluntariamente. Podendo este, realizar o seu descadastramento (caso não tenha mais interesse de receber mensagens de tal candidato). As mensagens eletrônicas são destinadas apenas para a Base Política do candidato - que interliga com o WhatsApp das pessoas que realizaram seu cadastro.



Website: http://eleitorweb.com.br
Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp