11/08/2020 às 14h46min - Atualizada em 11/08/2020 às 14h46min

Professor kennedense é pauta de matéria sobre democracia na câmara dos deputados

Da Redação



Levar a democracia para a sala da aula motivou estudantes e, de quebra, ainda rendeu um prêmio para o professor Diogo Jordão Silva. Educador há cinco anos, Diogo se interessava pelo tema desde a graduação. No ano passado, participou do programa Missão Pedagógica no Parlamento, que deu a ele ferramentas para transformar o interesse em um projeto. Deu tudo tão certo que ele é um dos dez vencedores do Prêmio Educador Nota 10, criado pela Fundação Victor Civita em 1998 para valorizar professores que inspiram.

“Pude conhecer o funcionamento das instituições em Brasília e participei de uma formação que me deu uma boa base para o desenvolvimento do projeto sobre Democracia. Em sala de aula, aliei os temas da Geografia Urbana e da Geografia Política partindo da realidade local onde a escola está localizada”, explica. O projeto “Nos trilhos da democracia” foi desenvolvido por uma turma de 2º ano do Ensino Médio do Centro Educacional Nelson Pereira Rebel, no distrito de Travessão, em Campos dos Goytacazes (RJ).

O projeto teve três objetivos: identificar e analisar os problemas urbanos da localidade; buscar maneiras de solucioná-los e conectar a comunidade local ao Poder Legislativo e Executivo do município. “Inicialmente, debatemos o tema a partir de vídeos e documentários. Também utilizamos a Constituição Federal para discutir os direitos sociais. Na sala de informática, os alunos pesquisaram temas como eleição e representação política, movimentos sociais, participação política e organização político-administrativa do Brasil. Após essa etapa mais teórica, partimos para a etapa da intervenção”, detalha.

Com questionários nas mãos, os estudantes percorreram sua comunidade para saber como a população avaliava os serviços públicos e identificar demandas para melhorar as condições daquele lugar. Os dados viraram gráficos e tabelas, apresentados a uma vereadora durante o “Café com política”, evento organizado também pela turma. A vereadora, por sua vez, apresentou as solicitações na Câmara Municipal, em audiências públicas, e enviou ofícios à Prefeitura.

Os estudantes ainda visitaram a Câmara Municipal e puderam ver as respostas do Poder Executivo. “Por fim, criamos um material didático como uma forma de compartilhar aqueles conhecimentos. Os alunos se tornaram multiplicadores dos princípios democráticos”, orgulha-se Diogo, destacando que os estudantes ficaram muito felizes por ajudar a melhorar sua comunidade.

O professor de Geografia considera que seu projeto pode ser replicado por outros educadores. “Nós trabalhamos com a realidade do lugar onde está a nossa escola. A maioria das escolas públicas do País também está rodeada por problemas sociais e urbanos. Basta que o professor oriente seus alunos a verem e ouvirem o que sua comunidade necessita para então fazer a ponte com o Poder Legislativo, que existe em todos os municípios”, sugere.

Diogo Jordão lembra que ensinar sobre democracia possibilita que os estudantes se reconheçam como parte de uma sociedade “onde todos devem ser respeitados em suas diferenças”. Além disso, eles podem conhecer os mecanismos para contribuir para a melhoria das condições de vida da sua própria comunidade. “Enfim, poderão desenvolver princípios e valores democráticos que certamente os tornarão cidadãos mais conscientes e compromissados com o bem comum”, avalia o educador nota 10.

Fonte: plenarinho.leg.br

Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp