24/11/2019 às 11h00min - Atualizada em 24/11/2019 às 11h00min

Câmara de Cachoeiro gasta R$ 380 mil de abono com servidores

Cada um dos 190 funcionários , incluindo 153 comissionados, receberá R$ 2 mil; Ecoporanga quer dar R$ 1 mil

Tão certo como dezembro tem Natal, o último mês do ano também é um período pródigo de pagamento de abonos aos servidores das Câmaras Municipais. E a festa já está contratada: o Legislativo de Cachoeiro vai pagar R$ 2 mil de bonificação aos seus 190 funcionários, incluindo os 153 comissionados e 37 efetivos. A conta para o povo bancar: R$ 380 mil.

Em Ecoporanga, a Câmara quer dar de presente R$ 1 mil aos seus 26 servidores. Estão nessa lista do Papai Noel com o dinheiro público 20 funcionários comissionados, cinco efetivos e um aposentado. O valor total da farra: R$ 26 mil.

Em Cachoeiro, o abono já virou lei, publicada hoje (22) no Diário Oficial do Legislativo. Na cidade do Noroeste do Estado, o projeto de concessão do presente extra está tramitando nas comissões e terá que ser votado até 15 de dezembro, segundo o presidente da Câmara, Greidismar do São Geraldo (PSD).

A Câmara de Ecoporanga, aliás, já tem tradição em fazer “bondades” com os seus funcionários utilizando o dinheiro do povo. No ano passado, o abono lá foi de R$ 2 mil; em 2017, R$ 1,5 mil; e em 2012, 2014 e 2015, R$ 1 mil.

PREFEITO REAGE
Mas o prefeito Elias Dalcol (PSD) entrou no circuito para tentar impedir a aprovação da matéria. Ele chamou os sete vereadores da sua base de apoio e alertou: “Isso é uma vergonha. Se vocês votarem isso, eu veto”. A Câmara de Ecoporanga tem 11 vereadores.

Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp