26/02/2015 às 09h50min - Atualizada em 26/02/2015 às 09h50min

Modelo capixaba brigou com namorado antes de cair do 21° de prédio no Rio de Janeiro

Ela era muito alegre, ativa, viajava muito e nunca deixou a família de lado, sempre dava um ‘oi’ para compensar a distância”, comentou o irmão Lizandro

Folha Vitória

A modelo e fotógrafa capixaba Lucilene Miranda, 33, que morreu no sábado (21), no Rio de Janeiro, teria tido um desentendimento com o namorado, Rodolfo Rocha, antes de cair do 21º andar de um apartamento na Barra da Tijuca. A afirmação é do irmão da vítima, Lizandro Miranda. A família não acredita na hipótese de suicídio. 

“Ela era muito alegre, ativa, viajava muito, estava sempre bonita e produzida e gostava de aprender coisas novas para melhorar profissionalmente. Nunca deixou a família de lado, sempre dava um ‘oi’ para compensar a distância”, comentou Lizandro. 

O irmão também disse que a última vez que Lucilene esteve no Estado foi no fim do ano passado, e que ela estava bem, mas abatida. O namoro da modelo era de conhecimento da família, de dez irmãos, mas poucos conheciam o rapaz que é também fotógrafo e músico. O casal morava no apartamento há três meses.

Segundo Lizandro, o apartamento do casal estava normal e ele acredita que a irmã tenha se arrumado e trocado de roupa antes do acidente. Ele contou que não sabia se a irmã estava tomando algum medicamente psiquiátrico ou estava deprimida. 

Segundo o boletim de ocorrência feito na hora do ocorrido, a modelo estava sozinha no apartamento e o namorado na área interna do condomínio onde moravam, na área nobre do Rio de Janeiro. 

Muito abalado, ele esteve no Instituto Médico Legal (IML-RJ) para liberar o corpo da irmã e foi muito chocante vê-la. A família mora no bairro Alvorada, em Vila Velha, e o todo o bairro acompanhou o enterro da moça no cemitério de Santa Inês. 

Namorado fala de momento difícil e traumático
​Em seu perfil em uma rede social o namorado da modelo, Rodolfo Rocha, agradeceu as pessoas e classificou o momento como difícil e traumático. "As vezes a vida toma rumos inesperados e que não entendemos, mas Ele está sempre nos guiando e iluminando! Com o tempo virá a compreensão e a serenidade", escreveu o rapaz.

Imagens 
A morte foi confirmada pelo 16° DP de Polícia da Barra da Tijuca, que investiga o caso. De acordo com a polícia, imagens do circuito interno de segurança do prédio serão utilizadas para ajudar na investigação. 


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp