11/10/2018 às 09h40min - Atualizada em 11/10/2018 às 09h40min

Eleições 2018 consolidam forças políticas em Presidente Kennedy; Leia a análise política da redação Kennedy em Dia

Da Redação

As Eleições 2018 foram um teste para as lideranças políticas kennedenses que disputaram voto a voto no município.

A disputa foi para as eleições gerais, mas reflete diretamente nas Eleições municipais de 2020 em Presidente Kennedy.

Os resultados para os cargos de deputados estaduais e federais foram uma amostra disso. Os líderes políticos circularam por todo o município atrás do voto daquele eleitor simpatizante, e mostrando assim sua influência sob o eleitorado municipal.

Os mais votados aqui, com certeza, devem agradecimentos às lideranças das quais são ligados.

Analisando o resultado das urnas em Presidente Kennedy, a prefeita Amanda Quinta Rangel e o chefe de gabinete José Augusto Paiva, mostraram mais uma vez que possuem muita força política ao apoiarem o candidato da casa, o vereador Daniel Gomes(PPS), que teve expressiva votação para deputado estadual no município.

2.874 votos kennedenses para Gomes, o mais votado na cidade.

Com bem menos recursos, Daniel por sinal desbancou até mesmo o ex-vereador do município, Marco Vivacqua(PTB), que conseguiu 1.617 votos(2ª maior votação), menor quantidade do que em 2010 quando Vivacqua disputou seu primeiro pleito estadual. Na época o candidato do PTB recebeu 2.139 votos em Presidente Kennedy.
(Aspas: "em 2010, Marco disputava voto a voto em Kennedy com o então deputado Rudinho de Souza")

Talvez se houvesse um diálogo com o vereador Daniel, Marco poderia até sair vitorioso, contando com o apoio dele,  visto que faltaram, em números absolutos, apenas 1.504 votos para sua eleição, mas o mesmo preferiu o apoio de lideranças da velha política kennedense, culminando assim em um resultado abaixo do esperado, segundo suplente da coligação. Depois dessa, Marco deve ter aprendido a lição.

Marco como já citado acima, preferiu o apoio dos já calejados líderes kennedenses Aluízio Corrêa e Vianei Viana, juntamente com parte dos desidratados vereadores que apenas se emergem no período eleitoral municipal - não têm eleitorado cativo e apegado fora desse período.

No lado da oposição, os candidatos apoiados pelo ex-prefeito Reginaldo Quinta foram eleitos, mas obtiveram votação menor do que os apoiados pela prefeita.

Hudson Leal teve 812 votos e Ferraço, 354 votos, bem menos do que Daniel. Já para a Câmara Federal, Norma Ayub, disputando cargo eletivo menos polarizado, obteve 1.417 sugrágios, sendo assim a mais votada no município. Logo atrás vieram os três candidatos apoiados por Amanda. Marcus Vicente, 816 votos; Lelo, 752 votos; e Colnago, 676 votos.

O eleito e apoiado um pouco de longe, pela situação municipal foi: Evair de Melo, 304 votos.

As Eleições 2018 foram muito importantes para a consolidação das lideranças e medidor da influência eleitoral de cada uma delas. Amanda e Zé saem mais fortes; Reginaldo demonstra um pouco de força, mas vê seu populismo e aceitação diminuir drasticamente, devendo-se muito ao seu resultado nas eleições de 2016; o ex-prefeito Aluízio juntamente com o ex-vereador Vianei Viana sofreram revés, apesar de todo apoio depositado a candidatura de Marco, e perderam aqui para o humilde Daniel.

É esperar pra ver. 2020 vem aí.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp