28/06/2022 às 18h01min - Atualizada em 28/06/2022 às 20h20min

Edifícios verdes crescem mais de 20% na pandemia

Nova geração de edifícios verdes mudará a paisagem urbana

DINO
http://www.autonomyinvestimentos.com.br

Os dois anos de pandemia aumentaram significativamente o ritmo de expansão das construções sustentáveis no Brasil. O país que ocupa o quinto lugar no mundo em edifícios certificados teve um crescimento de mais de 22% nesse período de acordo com o Green Building Brasil.

O tema da mudança climática está na pauta de empresas de diversos segmentos e até por conta disso, cada vez mais empresas estão assinando compromissos de reduzir suas emissões de carbono.

Dentre as principais mudanças na concepção desses novos empreendimentos está a combinação de projetos que incorporem princípios da arquitetura bioclimática e tecnologias avançadas, que vão desde a localização dos empreendimentos, sempre próximos a linhas de transporte coletivo de massa, até mesmo a simulação computacional para analisar a incidência solar para definir a melhor orientação da edificação. Desde a obra, são necessárias boas práticas durante a execução do edifício e a instalação dos sistemas de geração de energia incorporados, assim como soluções que garantam uma operação mais racional. Essas soluções envolvem o uso inteligente de climatização, luz natural, materiais otimizados, coberturas e fachadas verdes, energias renováveis, entre outras.

Roberto Miranda de Lima, CEO da Autonomy - empresa que, recentemente, buscou adotar no projeto de sua nova torre na zona sul de São Paulo (LUNA) as principais tecnologias para facilitar a redução de carbono, pontuou que tal atitude visa não apenas o presente: “A pegada de carbono e a preocupação com o bem-estar dos usuários definirão as próximas décadas”.


Considerando essa vertente arquitetônica, com a motivação de redução na emissão de carbono, bancos como Itaú BBA e Santander abriram linhas de crédito destinadas a construções verdes. Lima comenta ainda que “a grande mudança que vimos nos últimos anos é a percepção do risco associado às mudanças climáticas, levando investidores a direcionar recursos para ativos verdes mais seguros e de alto desempenho”. destacou Lima.

Para mais informações basta acessar: www.autonomyinvestimentos.com.br







Website: http://www.autonomyinvestimentos.com.br
Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp