22/02/2018 às 09h39min - Atualizada em 22/02/2018 às 09h39min

Justiça define Curso de Medicina para a Multivix na região sul do ES

A partir de agora, o grupo é declarado vencedor e pode dar início ao processo de implantação do curso.

Fato

 

O diretor executivo do Grupo Multivix, Tadeu Penina, anunciou nesta terça-feira (20), que o juiz federal Rodrigo Reiff, cassou a liminar que suspendia a homologação do resultado da concorrência e impedia a Multivix, a implantar o curso de medicina em Cachoeiro de Itapemirim. A partir de agora, o grupo é declarado vencedor e pode dar início ao processo de implantação.

A ação judicial foi movida em novembro de 2016 pela Irmandade Santa Casa de Misericórdia de Vitória, a Emescan, que também participou da concorrência pública. A Emescan alegou a ausência de oferta de programas de Residência Médica por parte da Multivix. 

Em razão desta disputa entre as duas entidades, o andamento da implantação foi paralisado, atrasando assim, o processo seletivo na cidade.

“Estamos preparados para receber a comissão do MEC e fazer o vestibular do curso de medicina ‘Mais Médicos’. Queria agradecer a todos e dividir essa felicidade. Isso mostra o comprometimento com a Região Estamos dedicados, adquirimos o terreno, vamos construir, está tudo preparada. Justiça foi feita”, disse Penina.

Inicialmente, a instituição fez R$ 4 milhões de investimentos no Campus 2, onde funcionará o novo curso, enquanto a nova sede não for construída.

O investimento da sede própria da Multivix, a ser erguida no bairro Monte Belo, em Cachoeiro de Itapemirim, será em torno de R$ 50 milhões.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp