02/02/2018 às 10h48min - Atualizada em 02/02/2018 às 10h48min

Servidor se acorrenta em frente prefeitura

Jornal Fato
Willian Sena Ferraz, de 32 anos, que é funcionário do setor de zoonoses, tomou a medida como forma de reivindicar o pagamento de horas extras (Foto: Divulgação)

 

Um funcionário público da Prefeitura de Anchieta tomou uma atitude inusitada, se acorrentando na porta da sede do Executivo Municipal na manhã desta quinta-feira (1º).

Willian Sena Ferraz, de 32 anos, que é funcionário do setor de zoonoses, tomou a medida como forma de reivindicar o pagamento de horas extras que, segundo ele, não ocorre desde agosto do ano passado.

O servidor ficou preso ao local durante toda manhã e só saiu por volta de meio dia após se reunir com o prefeito.

“Eu preciso do dinheiro. Tenho que comprar o material de escola de meu filho e medicamento para minha esposa que está doente”, alegou o funcionário.

A prefeitura por meio de nota informou que existem quatro funcionários no setor de zoonoses e que todos pactuaram junto à gerência a qual são subordinados que usariam o banco de horas para reposição de eventuais finais de semana trabalhados.

Ainda, segundo a prefeitura, o funcionário entrou com processo junto à prefeitura com o objetivo de receber as horas trabalhadas, no entanto, o pedido foi indeferido pelo corpo jurídico da Secretaria de Saúde.

Entretanto, a pedido do prefeito, haverá nova análise do processo visando averiguar a existência de algum fato novo para a legalidade do pagamento. E que após manifestação da Procuradoria será determinado ou não o pagamento.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp