03/08/2021 às 11h28min - Atualizada em 04/08/2021 às 00h00min

Dados apontam que movimentação de cargas no setor portuário cresceu 9,7% no quadrimestre de 2021

Tanto os terminais públicos quanto os privados apresentaram evolução no transporte de mercadorias em relação aos quatro primeiros meses do ano passado

DINO
https://www.polifitema.com.br/

Exatamente um ano após o início da pandemia da Covid-19, o setor portuário brasileiro registrou no primeiro quadrimestre de 2021 um crescimento de 9,7% na movimentação de cargas pelos terminais de todo o país em relação ao ano passado. Segundo dados do Painel Estatístico Aquaviário da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), foram transportadas 380,5 milhões de toneladas entre janeiro e abril deste ano.

Desse total, 249,7 milhões de toneladas de carregamento foram embarcadas e recebidas nos portos privados, representando um salto de 9,94% na comparação com o mesmo intervalo de tempo em 2020. Já os terminais públicos foram responsáveis pela movimentação de um volume estimado em 130,8 milhões de toneladas, o que significa um aumento de 9,33% em um ano. Somente em abril, o setor movimentou 100,5 milhões de toneladas de carga, evolução de 6,2% frente ao quarto mês do ano anterior.

Santos lidera entre os terminais públicos

Com 38,1 milhões de toneladas movimentadas no primeiro quadrimestre de 2021, o Porto de Santos foi o terminal público que mais se destacou no período, registrando um crescimento de 7,75%. Logo atrás, completando o pódio, vieram os portos de Paranaguá (PR), com 16,5 milhões de toneladas (+0,35%), e Itaguaí (RJ), com 15,9 milhões de toneladas (34,7%).

Movimentação de cargas nos portos privados cresce quase 10% entre janeiro e abril

Com as 249,7 milhões de toneladas movimentadas, gerando um crescimento de 9,9% na comparação com os quatro primeiros meses de 2021, os Terminais de Uso Privado (TUPs) foram responsáveis por 65,6% de toda a carga embarcada e recebida nos portos brasileiros. Dentre os produtos transportados que apresentaram maior crescimento, estiveram a carga geral (+18,8%), contêineres (+16,3%), granéis líquidos e gasosos (+15%) e granéis sólidos (+5,85%).

Já o ranking dos terminais privados que mais movimentaram carga no período analisado foi composto pelo Ponta da Madeira (MA), com 54,4 milhões de toneladas (+5%), Angra dos Reis (RJ), com 22,7 milhões de toneladas (+8,52%), e São Sebastião (Almirante Barroso, SP), com 18,1 milhões de toneladas (+3,6%).

Movimentação de cargas no Pecém cresceu 70% em maio

Localizado no estado do Ceará, o Porto do Pecém registrou um crescimento de 70% somente em maio de 2021. Se no mesmo período do ano anterior foi transportado 1 milhão de toneladas de carga, menor movimentação no terminal em todo o ano de 2020 (em razão da pandemia), o quinto mês deste ano registrou 1,7 milhão de toneladas. De toda essa mercadoria transportada, 1,2 milhão referiu-se a desembarques (+77%), enquanto os embarques totalizaram 496 mil toneladas (+53%).

Movimentação de carga segura

Sem dúvida, a indústria move-se por todo o Brasil por meio da movimentação de mercadorias. E, para que tudo isso ocorra de forma ágil e segura, transportadoras e empresas do segmento utilizam protocolos e equipamentos que garantem a eficiência dessas atividades, como as cintas de amarração de carga utilizadas no processo de deslocamento de produtos, oferecendo resistência, flexibilidade e estabilidade no transporte de grandes cargas.



Website: https://www.polifitema.com.br/
Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp