16/04/2021 às 11h09min - Atualizada em 16/04/2021 às 12h20min

Agência cria linha de cafés especiais para rituais criativos

Aumento no consumo de cafés especiais chegou a 20% e criativos têm parcela significativa

DINO
https://cafeparacriativos.com.br/

O café é parte da cultura do mundo há anos e é consumido em grandes escalas. As suas ações revitalizadoras e benefícios diversos à saúde de seus consumidores inspiraram uma agência mineira a desenvolver uma linha de cafés especiais pensados para agências e profissionais da criação, acompanhando o crescimento no consumo de cafés especiais.

O café melhora a criatividade?

Inúmeros estudos que incluem pesquisas desde o Imperial College de Londres, a Harvard School of Public Health dos Estados Unidos e a Sociedade Brasileira de Diabetes (entre muitos outros) evidenciam os benefícios da cafeína e a sua capacidade de aumentar a concentração, potencializar cargas energéticas e inclusive a memória beneficiando a agilidade, o foco e o desempenho.

Estudos elaborados pela USP apontam que um dos principais pontos dessa grande variedade de benefícios é a complexidade das composições químicas do grão, além dos seus processos de torra e moagem que expõem seus consumidores a diversos elementos nutricionais. O grão de café possui de 1% a 2,5% de cafeína; é abundante em antioxidantes e outras substâncias biologicamente ativas. Os estudos comprovam os benefícios, mas destacam que as dosagens e o consumo devem ser moderados.

Essas são algumas das razões pelas quais o café tem feito parte do cotidiano de muitas empresas das mais diversas áreas há anos e continua a crescer.

O profissional criativo

O dia a dia do profissional, principalmente do profissional criativo, ficou marcado pela tradição do consumo de café como um hábito nos intervalos entre projetos e durante reuniões, além de ter se tornado uma forma de incentivar a capacidade criativa e um meio de relaxamento perante a rotina intensa.

Hoje não é incomum encontrar máquinas de expresso, moedores e cafés mais trabalhados nas maiores agências do país. O processo de produção e preparação do café fica cada vez mais elaborado e alguns dos benefícios já foram apresentados aqui, mas o consumo do café está para além do bem-estar individual.

As relações profissionais também se beneficiam do "cafezinho" com as conversas nos intervalos, uma ideia e um gole para pensar ou respirar. Isso também entra na relação com o cliente, então é válido tomar um café, mas os nutricionistas recomendam um consumo com moderação.

A agência e o café

Partindo desse princípio uma agência mineira ABR desenvolveu três qualidades de cafés que dialogassem com o cotidiano do profissional criativo e o produto agradou.

Situada na região do Campo das Vertentes, em Minas Gerais, a agência trouxe a novidade para o mercado cafeeiro nacional com resultados expressivos. Neste último ano, a marca ficou entre as 20 finalistas no concurso de melhor embalagem de café feito pela publicação especializada Revista Espresso.

A especificidade dos cafés trabalha um conjunto de nichos e esse parece ser o grande diferencial diante do crescente mercado da produção de cafés especiais.

O mercado e seu crescimento

O café especial transparece a busca do brasileiro e, mais especificamente, do profissional criativo em geral por fontes de inspiração e energia a partir do consumo de produtos cuja aceitação se tornou diária e, ao que parece, necessária.

Segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC), o consumo médio de cafés especiais no mundo tem crescido na casa de 2,5% ao ano, enquanto no Brasil houve um incremento de mais de 5% nos últimos meses de um total de quase 20% em 2020.

A BSCA (Associação Brasileira de Cafés Especiais) prevê o aumento de quase 2 milhões de sacas de cafés especiais para 2021 e um rendimento de quase R$ 7 milhões.

Por fim

Isso ainda representa uma porcentagem muito pequena em relação à produção total de cafés no país, mas a velocidade com que crescem os números dos cafés especiais convida a pensar mais abertamente sobre o seu mercado no país que chegou a 1 milhão de sacas das mais de vinte produzidas pelo Brasil no ano passado.

Esse consumo, analisado em grandes escalas, representa uma parcela maior que a de criativos, certamente. Porém, o número de profissionais de criação que se organiza para consumir cafés especiais o faz em quantidades significativamente maiores pela consecutividade de consumo.

A segmentação dos cafés especiais está em ascensão contínua dada a busca elevada por cafés que permitem o preparo em casa ou no trabalho, que variam conforme processos ou regiões e tenham sabores cada vez mais específicos.

Uma coisa é certa: ainda pode se esperar muito dos cafés especiais, sua produção, consumo e apreciação.

Mais Informações:

https://www.abic.com.br/

https://www.bsca.com.br/index/home

https://cafeparacriativos.com.br/



Website: https://cafeparacriativos.com.br/
Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp