28/01/2021 às 14h25min - Atualizada em 29/01/2021 às 00h01min

Cooperativas do Sistema Sicoob disponibilizam crédito rural em todo o estado do Rio de Janeiro

A instituição oferece produtos para as diferentes necessidades de empreendedores de setores do agronegócio

DINO
http://www.sicoobrio.com.br

Segundo dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, de julho a dezembro de 2020, a contratação de crédito rural para a safra 2020/2021 teve expansão de 18% em relação ao mesmo período da safra anterior, alcançando R$ 125,3 bilhões. O montante destinado para investimento totalizou R$ 39,57 bilhões (alta de 44%), conforme o Balanço de Financiamento Agropecuário da Safra 2020/2021. Ainda segundo o órgão, os financiamentos de custeio atingiram R$ 67,86 bilhões (+12%), de comercialização, R$ 10,67 bilhões (recuo de 9%) e de industrialização, R$ 7,18 bilhões (+2%). No estado do Rio de Janeiro, o Sicoob Rio - que integra o Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (o Sicoob) - uma das maiores instituições do setor de cooperativismo financeiro do país - tem viabilizado, através de suas cooperativas filiadas, um amplo portfólio de crédito rural e soluções financeiras para o agronegócio, com linhas do governo federal e próprias, bem como taxas acessíveis a todos os níveis de empreendedores.

Presente em 92 municípios do estado do Rio, o Sicoob considera que a maior disponibilidade de crédito rural é primordial no fomento do agronegócio na capital e no interior e, por conseguinte, na geração de empregos e renda no setor. Por intermédio de duas cooperativas de livre admissão, o Sicoob Fluminense (https://sicoobfluminense.com.br) e o Sicoob Cecremef (https://www.sicoob.com.br/web/sicoobcecremef), o Sicoob Rio pretende incentivar, sobretudo, as áreas do agronegócio, nas quais o estado tem maior vocação, como pecuária de corte e leiteira, horticultura, cultivo de cana-de-açúcar e café, pesca e fabricação de cachaça; com articulação de todas as cadeias produtivas.

Para o melhor direcionamento dos recursos de financiamento, o Sicoob Rio busca parcerias com o Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado do Rio de Janeiro (OCB/RJ), a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Rio de Janeiro (EMATER-Rio), a Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento (SEAPPA) do Estado do Rio, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico e Energia e Relações Internacionais (SEDEERI), o Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo no Estado do Rio de Janeiro (Sescoop/RJ), o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e a Fundação Instituto de Pesca do Estado do Rio de Janeiro (FIPERJ).

Com sede em Campos dos Goytacazes, o Sicoob Fluminense tem carteira crescente de associados, e eles contam com diversas linhas de crédito rural. A maioria é pessoa física e trabalha nas cidades de Bom Jesus do Itabapoana, Itaperuna, São Francisco de Itabapoana, Campos, São Fidélis, Italva, Macaé e São João da Barra. E, nessas regiões, se dedicam principalmente ao cultivo de abacaxi, mandioca, café e tomate, e à pecuária de corte e de leite.

"O nosso cooperado pode conseguir crédito rural com menos burocracia, além de receber atendimento particularizado. Um diferencial do Sicoob é estar em cidades desbancarizadas" - diz Maria Cecília Codeco, supervisora comercial do Sicoob Fluminense.

Por ter grande capilaridade no estado do Rio, o Sicoob é uma alternativa para promover a ampliação do agronegócio carioca e fluminense. No Censo Agropecuário de 2017 (do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a unidade da Federação tinha 2,4 milhões de hectares de produção agropecuária, 65,2 mil estabelecimentos nesse setor da economia (a maioria em pequenas propriedades) e 161 mil pessoas ocupadas em atividades agropecuárias. Ainda de acordo com o Censo de 2017, o estado do Rio possuía mais de dois milhões de bovinos e totalizou 512 milhões de litros de leite de vaca; 11 milhões de aves e 13 milhões de dúzias de ovos. Na agricultura, 4,5 mil estabelecimentos produziram canas-de-açúcar, somando 1,7 milhão de toneladas; 125 mil toneladas de mandiocas foram colhidas em 10,6 mil estabelecimentos; 26,5 mil toneladas de laranjas, em 1,6 mil áreas e 18 milhões de pés de café.

Hoje, um dos maiores entraves na concessão pelas cooperativas dos produtos e das linhas de crédito rural é a insuficiência de garantias por parte do cliente, principalmente a falta de regularização fundiária. Para ajudar o empreendedor a acertar a documentação e ter maior facilidade de acesso às linhas, de acordo com suas necessidades, o Sicoob analisa colaboração com entidades, como a Associação dos Engenheiros Agrônomos do Estado do Rio de Janeiro e órgãos de governo, como a EMATER-Rio. É imprescindível que os interessados em crédito rural mantenham em dia suas licenças ambientais e apresentem projetos de agronegócios bem elaborados.

Portanto, é preciso alinhar o crédito rural a uma orientação técnica que leve ao uso consciente dos recursos. Para ter ideia da relevância do crédito rural, entre julho e setembro de 2020, em meio à pandemia da Covid-19, o Sicoob apresentou crescimento de 43,2% na contratação desse tipo de produto via Plano Safra, em comparação com o mesmo período de 2019. Atualmente, a instituição oferece crédito rural a 403 mil trabalhadores do setor, a partir de 217 cooperativas financeiras e 3.028 agências. E o Sicoob tem a expectativa de liberar até R$ 16 bilhões em crédito rural no Plano Safra 2020/2021. Este valor é 33% maior do que os recursos concedidos no ano-safra anterior. Francisco Silvio Reposse Junior, diretor comercial e de canais do Centro Cooperativo Sicoob, diz que 67% da carteira são direcionados ao custeio e 28% para investimento. "Os produtores de todo o país estão se movimentando neste sentido de investir, trazer inovação tecnológica para sua atividade", acrescenta.

Com mais de cinco milhões de cooperados e presente em todas as unidades da Federação e no Distrito Federal, o Sicoob ocupa hoje a 47ª posição no ranking dos 200 maiores grupos da edição "Melhores & Maiores" da revista Exame. Possui 16 centrais, 384 cooperativas singulares e uma sólida operação via meios digitais. Em expansão, o cooperativismo de crédito proporciona a pessoas físicas e jurídicas os produtos e serviços de outras instituições bancárias, porém visando ao desenvolvimento social, à justiça financeira e à prosperidade. Os resultados apurados no final de cada período são revertidos a cooperados.



Website: http://www.sicoobrio.com.br
Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp