24/09/2021 às 18h14min - Atualizada em 25/09/2021 às 00h00min

Jardinópolis é destaque no 2º episódio da série “Ligados pela História”

SALA DA NOTÍCIA Verbo Nostro
Cinema, pintura, tanoaria, festas temáticas, arquitetura, ecoturismo e até disco voador. Viajar pelas cidades que compõem a Região Metropolitana de Ribeirão Preto pode ser uma experiência muito mais abrangente do que se imagina. No entorno formado por uma área de quase 15 mil quilômetros quadrados, é possível encontrar fatos importantes que marcam a história brasileira em diferentes áreas, diversão folclórica, lugares interessantes, curiosidades e descobrir vários elos entre um município e outro, como mostra a série documental “Ligados pela História”, que neste sábado (25), apresenta, às 13h30, pelo SBT, seu segundo episódio, passeando por Jardinópolis.
Mais que ser conhecida como na terra da manga, Jardinópolis abriga três estações de trem, realiza a centenária Festa da Lapa e guarda fatos inusitados.

Organizado pelo Instituto Paulista de Cidades Criativas e Identidades Culturais, o projeto é dirigido e apresentado pela jornalista Adriana Silva, e foi criado especialmente para exibir as curiosidades históricas dos municípios vizinhos a Ribeirão Preto, mapeando as potencialidades culturais, artísticas e identitárias, principalmente ligadas ao turismo.

Olhando para o passado, o destaque fica por conta da produção do café e as linhas férreas da Companhia Mogiana. E com ênfase no presente, o potencial cultural da região é relevante e apresenta significativa matéria-prima para um conjunto de ações de fortalecimento da Economia Criativa no interior do Estado de São Paulo.

A série prevê 34 episódios - um de cada município - todos estruturados a partir de uma visita guiada, onde um cicerone   da cidade visitada recepciona e conduz a equipe de reportagem. “A percepção dos moradores sobre sua cidade ganhou destaque nessa proposta”, indica Adriana Silva, que também é pesquisadora das identidades culturais de Ribeirão Preto e da região, autora de vários livros sobre o tema  e vice-presidente da Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto. Ela revela que a partir de tudo o que for registrado nos programas, após o encerramento das exibições será realizado um congresso.

Logo após a veiculação na televisão, os episódios do documentário ficam disponíveis no site www.museucidadedigital.com para cumprir uma função didática e permitir que as redes de ensino acessem o material para uso em sala de aula. Além de Brodósqui (cidade que estreou a exibição em 18 de setembro) e Jardinópolis (apresentado neste sábado (25), já estão finalizados os programas sobre Dumont e São Simão. “Além da relevância do conhecimento histórico, é maravilhoso conhecer ou re-conhecer a nossa Região com um olhar mais curioso e mais respeitoso, que vai além da referência limitada da ‘cidadezinha perto daqui’. Os aprendizados não são poucos e são incríveis”, destaca a jornalista Adriana Silva. 

A produção da série é assinada por Edgard de Castro; apresentação e direção de Adriana Silva; a direção de fotografia é de Toninho Torres e as imagens e edição são de Mari Dias.

Outros episódios
Em Brodowski, além do Museu Casa de Portinari, a série mostrou os portais de Adélio Sarro, a produção cinematográfica, a prática da tanoaria e deixou o espectador curioso sobre projeto de Oscar Niemeyer especialmente criado para o município. O episódio pode ser acessado pelo canal do YouTube:  https://www.youtube.com/watch?v=K4Zntd31t3g.
Em Dumont será mostrada a influência do rei do café Henrique Dumont e a fascinante história do pai da aviação. No município de São Simão a ferrovia também protagoniza, ao lado da história da República, da Revolução de 1932, da obra do artista Marcelo Grassmann e destaca o ecoturismo.

SERVIÇO
O que: Série documental “Ligados pela História”
Onde: SBT
Quando: aos sábados, às 13h30
 
Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp