26/08/2020 às 15h59min - Atualizada em 26/08/2020 às 15h59min

Marco Vivacqua é vítima de Fake News em Marataízes; Veja nota

Ele rebateu as acusações.

Da Redação
As "vésperas" do início do período de campanha eleitoral para as eleições municipais 2020, as fake news começam a aparecer no Sul do Estado. Na semana passada, o alvo foi o vereador Bill de Itapemirim, no fim de semana foi a vez de tentarem atingir o político e empresário Marco Vivacqua, provável pré-candidato a vice-prefeito de Marataízes junto com Toninho Bittencourt.

Marco foi acusado de estar sendo investigado por crime de Caixa 2. A acusação seria referente as eleições de 2018, onde ele foi candidato a deputado estadual e por muito pouco não conseguiu se eleger. 

Em sua conta na rede social Facebook, Marco Vivacqua emitiu uma nota em que fala que o ataque foi tramado por grupo político ligado ao Deputado Theodorico Ferraço, que tem sua esposa, Norma Ayub como pré-candidata a prefeita de Marataízes.

Leia a nota na íntegra:

"Fui criado em um ambiente político em Cachoeiro de Itapemirim. Minha avó, Dona Ruth Vivacqua respirava os ideais cristãos. Naquela época, isso por si só, era motivo para peregrinações políticas em nossa casa. Um dos frequentadores mais assíduos era Theodorico de Assis Ferraço, jovem aspirante a um cargo público e sempre disse em alto e bom som, que o ponta pé inicial de sua longeva carreira política iniciou-se ali, na casa dos meus avós com as suas bençãos. Guardo boas recordações daquela época. Já vai um longo tempo. Semana passada ouvi de dois grandes amigos, uma pérola digna de pseudos jornalistas do sul do estado, daqueles que estamos acostumados a não ler. A informação foi dita e alarmada pelo deputado estadual Ferraço, onde afirmava sobre a inviabilidade de uma possível candidatura de minha parte do pleito municipal de Marataízes. Alegava o deputado, que eu havia depositado fraudulentamente R$ 25.000,00 (vinte e cinco mil reais) oriundo do partido em uma conta pessoal. Quanta maldade! Quantas inverdades fitas por aquele que durante décadas foi considerado um grande líder político capixaba! Um homem amigo de presidentes, raposa da vida política deixou-se enganar por um erro contábil corrigido a tempo e a hora, que não gerou sequer um processo fora da esfera administrativa. No dia 02 de julho deste ano, o MM Juiz Eleitoral de Marataízes, determinou por sentença o arquivamento do procedimento. Seria esse o atual Ferraço? Tão diferente da imagem cultivada talvez pela inocência de um garoto que nutria grande admiração pelo líder político."

Após Marco Vivacqua rebater as acusações, mostrando documento (Veja documento abaixo) em que o processo foi arquivado, a provável pessoa autora da falsa notícia pediu desculpa pela internet.




Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp