14/08/2020 às 13h57min - Atualizada em 14/08/2020 às 13h57min

Moradora de Campinas denuncia sua situação de calamidade habitacional nas redes sociais

Da Redação
Uma moradora de Presidente Kennedy utilizou as redes sociais para denunciar um suposto descaso da PMPK com sua família na comunidade de Campinas. Segundo a publicação (veja abaixo), Josélia Mendes do Rosário vive em condições precárias por inoperância da prefeitura para resolver a situação dela, que precisa de um novo lar.

A Redação do Kennedy em Dia entrou em contato com a Prefeitura de Presidente Kennedy para entender a situação de Josélia.

Segundo a Prefeitura, a situação de Josélia vem se arrastando desde 2015 por vários motivos, todos de sua responsabilidade. Ela foi habilitada ao Aluguel Social em 01/09/2015, essa aprovação tem validade de 12 meses, Ela não arrumou o imóvel para locação em sua comunidade, e não aceitava morar em outro local, perdendo assim sua primeira oportunidade de morar em um imóvel melhor. Na mesma data Ela foi aprovada para ganhar uma casa em um Loteamento de Interesse Social (Lis), a saber em Jaqueira, onde em 2018 foram entregues casas e ela não foi contemplada.

Além desses dois pedidos, Josélia deu entrada no início desse ano em um outro (processo nº 1279/2020), desta vez, construção de casa popular em lote próprio, que lhe foi doado por sua mãe, acontece que para ter direito a esse programa o Munícipe precisa comprovar que o terreno é de fato seu, com a apresentação de um recibo de compra e venda ou termo de doação do terreno. Como esse documento ainda não havia sido apresentado, o seu pedido não pode ser submetido ao Conselho Municipal de Habitação para ser apreciado, sumida desde a data do protocolo, 15/01/2020, em 12/08/2020 Ela se dirigiu ao setor de Habitação com sua mãe, e ainda sem o comprovante de possuir um lote, onde um funcionário redigiu um termo de doação para que a mãe formalizasse a doação e o processo voltasse a andar. 

No que diz respeito ao Aluguel Social, a Habitação, em razão da aprovação anterior ter perdido a validade, submeteu em 15/05/2020 novamente Joselia ao Conselho Municipal de Habitação, que aprovou a concessão do benefício, assim, mais uma vez Ela foi avisada que deveria identificar um imóvel disponível para ser alugado, sendo que a Mesma só em 13/08/2020 trouxe o pretenso Locador para que o processo/benefício voltasse a andar.

Ainda segundo a assessoria de comunicação, em meio ao impasse entre a necessidade de Josélia e as exigências legais dos referidos programas habitacionais da prefeitura, algumas pessoas estão fazendo politicagem, afinal, é ano eleitoral.

O Kennedy em Dia deseja que tudo seja resolvido o mais rápido possível pelas vias legais e jurídicas para que Josélia e sua família tenham uma qualidade de vida melhor nesta nova moradia. 

Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp