28/03/2015 às 12h51min - Atualizada em 28/03/2015 às 12h51min

TJES concede liminar e Tininho continua a frente da prefeitura de Marataízes

André Jordão - com informações Agora News MK

O desembargador do Tribunal de Justiça do Espirito Santo(TJES), Adalto Dias Tristão, deferiu de forma cautelar o afastamento do prefeito de Marataízes, Jander Nunes Vidal, até que a corte análise a denúncia recebida.

O prefeito interino Tininho, continuará no cargo até a decisão por parte do TJES.

A promotoria local acusa Jander de comandar um complexo esquema de fraudes em licitações no município. Tanto que a então juíza da Vara da Fazenda Pública de Marataízes, Cláudia Cesana Sangali de Mello Miguel, afirmou, em uma decisão, que o tucano seria o líder da quadrilha. “A postura despótica e ímproba assumida por Jander Nunes Vidal produziu prejuízos incomensuráveis a toda coletividade. Foi gasto, nos últimos três anos, o montante de R$ 8,25 milhões com contratação de shows musicais, tendo ocorrido em dezenas deles a prática de ilegalidades e o direcionamento de licitações”, observou.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp