25/03/2015 às 12h00min - Atualizada em 25/03/2015 às 12h00min

Estudantes e professores fazem protesto contra o projeto "Escola Viva" em frente à Assembleia

O ato foi convocado pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Espírito Santo (Sindiupes). Os participantes bloquearam a avenida Américo Buaiz por alguns minutos

Gazeta Online

Alunos de escolas públicas da Grande Vitória realizaram um protesto contra o projeto 'Escola Viva', em frente à Assembleia Legislativa do Espírito Santo, na manhã desta quarta-feira (25). Os participantes bloquearam a avenida Américo Buaiz no sentido Centro de Vitória por alguns minutos e depois voltaram a ocupar a escadaria da Casa. Segundo a Guarda Municipal, o protesto durou cerca de uma hora.

De acordo com a professora da rede estadual e presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Noêmia Simonassi, o projeto vai causar transtornos na vida de alunos e professores caso seja implantado neste ano, nas condições propostas pelo governo. “Alunos do ensino fundamental que estão nessas escolas vão ter que sair, vão precisar ser deslocados para outras escolas”, disse.

A Guarda Municipal informou que a manifestação reuniu cerca de 80 pessoas, entre professores, alunos e pais de alunos, a partir das 8h. O trânsito foi bloqueado pelos manifestantes, liberado depois de poucos minutos, mas seguiu lento até as 9h40.

O "Escola Viva" pretende estender o horários dos estudantes da rede pública estadual para tempo integral. A proposta não foi bem recebida por estudantes e professores. Na terça-feira (17), uma audiência pública foi feita para que o projeto fosse aprovado com urgência na câmara. Professores, deputados e estudantes discordaram do projeto, e o pedido de urgência foi retirado da Assembleia Legislativa do Espírito Santo pelo governo do estado.

Noêmia pede que o projeto seja discutido com mais calma pelo governo com a comunidade escolar. “Nós queremos que esse projeto seja amplamente discutido com a comunidade escolar, com pais, aluno e professores. Que seja implementado a partir de 2016 e que seja em um novo local, que não usem as escolas que já existem”, destacou a professora.
 
Encontro
Depois de retirar o pedido urgência de votação do projeto "Escola Viva", o Governo do Espírito marcou uma reunião com um pequeno grupo de alunos para discutir melhorias que podem ser feitas no programa. Ao todo, sete estudantes se encontraram com o secretário Estadual de Educação, Haroldo Rocha, e representantes de outras secretarias nesta terça-feira (24). O encontro foi feito a pedido dos próprios alunos e na próxima semana já tem outro agendado.

Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp