21/03/2015 às 19h12min - Atualizada em 21/03/2015 às 19h12min

Copa-2014 gera receita acima do esperado e Fifa ganha R$ 18,6 bi

UOL
Venda de ingressos durante o Mundial aumentaram a receita da entidade

A Fifa obteve uma receita acima do esperado com a Copa-2014 e elevou seus ganhos para US$ 5,7 bilhões (R$ 18,6 bilhões) nos últimos quatro anos. Desse total, US$ 4,8 bilhões (R$ 15,7 bilhões) foram gerados com o Mundial no Brasil graças aos resultados bem-sucedidos de venda de direitos de televisão, marketing e bilheteria. A renda total da entidade foi 36% maior do que o previsto no orçamento (US$ 3,8 bilhões).

Em troca pela renda recorde, a federação internacional pagou apenas R$ 80 milhões em impostos relacionados à venda de ingressos no Brasil, visto que o governo federal deu isenção fiscal à entidade de quase todos os tributos. Lembre-se: o Brasil ainda bancou todos os estádio, a maior parte deles com dinheiro público, fora operações de segurança, telecomunicações, instalações provisórias, etc.

A Fifa alega ter gasto US$ 2,2 bilhões na organização do Mundial: só que boa parte desse dinheiro foi para o exterior como o caso de pagamentos de prêmios para seleções e para clubes que tinham jogadores na competição. Com o Comitê Organizador Local, que realizou a competição no país, foram gastos cerca de US$ 453 milhões. Uma compensação da federação internacional para o país é a promessa de investimento de US$ 100 milhões em um fundo de desenvolvimento do futebol brasileiro, gerido pela CBF.

A explosão das receitas da Fifa foi impulsionada pela bilheteria do Mundial. Normalmente, esse item não é tão representativo no orçamento da entidade. Mas, no Brasil, foram gerados US$ 527 milhões (R$ 1,6 bilhão) com ingressos. "Essa renda extra (aumento da receita esperada) foi principalmente graças à renda extra de venda de ingressos da Copa e da Copa das Confederações", explicou o relatório financeiro. Foram 3,144 milhões de bilhetes negociados.

Feitas as contas, a federação internacional pagou 5% de imposto sobre a receita bruta com ingressos. Outras receitas como televisão e marketing, que compõem o grosso do ganho da Fifa, não geraram nenhum benefício para o Brasil. A entidade alega que paga impostos na Suíça, sendo que o total gastos com tributos foi de US$ 75 milhões, isto é, 1,2% da renda total da entidade. A defesa da federação internacional é que taxação suíça é baseada na renda líquida, ou seja, no dinheiro que sobra após os gastos, que foi de US$ 141 milhões em 2014.

Em que gastou a federação internacional o dinheiro ganho no Mundial no Brasil? A Fifa usou US$ 861 milhões (R$ 2,8 bilhões) com a sua própria operação. Só o custo de pessoal - ou seja, o salário de seus funcionários e seus cartolas - representa metade disso. A distribuição de dinheiro para confederações continentais e federação nacionais, como a CBF, é outro item de alta despesa. Esses pagamentos são feitos tanto diretamente quanto por meio de programas que o presidente Joseph Blatter usa posteriormente em suas campanhas eleitorais.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp