07/11/2019 às 14h05min - Atualizada em 07/11/2019 às 14h05min

Filho mata a mãe que cuidava de uma deficiente que também morreu; Os corpos foram achados hoje em decomposição em Piúma

Da Redação

Dois homicídios, a cuidadora Carmem dos Santos foi morta há alguns dias e a paciente que ela tomava conta e residia na Rua A, Casa 27, no bairro Lago Azul em Piúma, a portadora de necessidades especiais Valdete Maria Cordeiro de Farias, 53 anos também foi encontrada morta na manhã desta quinta-feira,07.

A Polícia Civil (PC) foi acionada e foi averiguar, chegando a Casa, que estava fechada um odor insuportável, os policias arrombaram a porta e encontraram as duas mortas. O corpo de Carmem já em adiantado estado de decomposição em um quarto da residência e o cadáver de Valdete na cama, em outro quarto, com os pés pendurados como se tivesse tentado sair da cama e não tivesse conseguido, desistiu e acabou morrendo. Tudo indica que pela falta dos medicamentos, água e alimento. 

Os vizinhos estão apavorados com o crime, todos são unanimes em afirmar que Carmem cuidava há muitos anos de Valdete e há dias ela não é vista.

A Reportagem foi ao local do crime e conversou com a investigadora Mara Batista.

“O delegado tomou conhecimento hoje deste fato, pediu que deslocássemos até a residência. Ao estacionarmos o carro, logo percebemos o odor forte, entramos na casa e nos deparamos com Dona Carmem morta, infelizmente já em estado avançado de decomposição e no outro ambiente da casa, também encontramos dona Valdete morta. Estamos aguardando a perícia para fazer os trabalhos técnicos”.

Mara frisou que conversou com vizinhos de Carmem que cotaram que perceberam a ausência, mas acharam que a Valdete estava internada, por isso não tiveram a curiosidade de saber o porquê, já tinha dias que elas não eram vistas.
 

“O estado já é de composição. Não posso adiantar mais porque não me compete, mas um corpo já está mais que o outro, eu não sei sé é algum tipo de lesão porque não sou perita. A impressão que eu tenho é que, devido a morte de Carmem, dona Valdete tenha falecido por falta de cuidados, remédios, água e alimentação”, salientou Mara.

A Polícia já prendeu o suspeito, o filho de Carmem que confessou o crime e está à disposição da Justiça.

Fonte: Espírito Santo Notícias


Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp