29/08/2019 às 10h22min - Atualizada em 29/08/2019 às 10h22min

Casagrande quer programa habitacional para o Espírito Santo

Aqui Notícias
Foto: Kennedy em Dia

Para debater os desafios e as possibilidades da habitação no Espírito Santo, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Saneamento, Habitação e Desenvolvimento Urbano (Sedurb) e do Instituto Jones do Santos Neves (IJSN), reuniu especialistas de nível nacional, além de técnicos, estudantes e profissionais do setor para o Seminário Habitação e Cidades, realizado ontem, em Vitória.

O governador Renato Casagrande compareceu ao evento e destacou que o Governo do Estado está buscando alternativas para o déficit habitacional capixaba. “Estamos trabalhando para dar infraestrutura, saneamento e pavimentação para entregar essas quatro mil, quase cinco mil unidades, já em andamento. Em muitos lugares, as prefeituras também podem entrar com o terreno. Esse evento é o primeiro passo para que o Espírito Santo não fique parado. Além da construção direta, também estamos debatendo o uso de prédios desocupados, regularização fundiária para que o proprietário possa fazer investimento usando seu terreno como garantia. Temos outras alternativas além do investimento direto”, disse.

O secretário de Estado de Saneamento, Habitação e Desenvolvimento Urbano, Marcus Vicente, ressaltou a importância de se criar um momento de debate como este seminário. “Atualmente, o déficit habitacional no Brasil é próximo a oito milhões de unidades e, no Espírito Santo, supera as 100 mil unidades. Esse seminário é um pontapé inicial para a criação de um programa habitacional dentro das nossas possibilidades para não ficarmos parados diante de tão grande desafio”, observou.

O diretor-presidente do IJSN, Luiz Paulo Vellozo Lucas lembrou que o objetivo do seminário é pensar uma política pública integrada para o enfrentamento do débito das cidades. “É importante nos darmos conta da urbanização incompleta e distorcida que temos e que nos leva a inúmeros problemas”, afirmou.

Luiz Paulo pontuou ainda que este não deve ser um assunto tratado apenas em nível metropolitano. “As vilas e distritos são sementes de cidades que podem nascer organizadas ou distorcidas como suas ‘irmãs mais velhas’, as metrópoles”. Ele frisou também que o IJSN tem tradição de refletir infraestrutura, habitação e políticas públicas, mas que esta é uma construção coletiva.

Segundo o secretário de Estado de Economia e Planejamento, Álvaro Duboc, a questão habitacional é uma das prioridades da gestão estadual. “E isso está refletido no Programa de Governo do governador Renato Casagrande, e também no Planejamento Estratégico da administração estadual. O debate no Seminário Habitação e Cidades ajuda os governos Federal, Estadual e Municipal, além da iniciativa privada e a Caixa, a encontrar soluções para o desafio do déficit habitacional, que tanto impacta as nossas cidades”.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp