02/03/2015 às 21h32min - Atualizada em 02/03/2015 às 21h32min

Três creches atendem todas as crianças em Kennedy

Espírito Santo Noticias - Por Luciana Máximo

Em todos os municípios visitados pela Reportagem, até o momento, o de Presidente Kennedy é o que se destaca no quesito creche. São três ao todo, um centro infantil no centro, o Menino Jesus projetado para atender todas as necessidades das crianças, a Creche Bem Me Quer, na comunidade de Joboia e a Liane Quinta, na comunidade de Marobá.

Todas amplas, arejadas e projetadas para a educação das 418 crianças matriculadas. Ao todo são 47 professores com formação acadêmica, pós-graduação e 45 auxiliares de educação infantil. O município ainda tem contrato com 9 cuidadoras de educação especial disponibilizado aos alunos com necessidades matriculados nas creches. Cada cuidador atende uma criança, ou seja, nas três creches existem 09 alunos que necessitam desse profissional.

A secretária de Educação, Sabrina Proeza, destacou que em Kennedy as creches não necessitam de reformas, todas são compatíveis com as necessidades dos alunos. Na comunidade de Santa Lúcia será construída uma e o processo já está em andamento para esse ano.

Pelo que foi apurado não há na cidade demanda de espera por vagas. “Todos os responsáveis que procuraram as três creches tiveram a matrícula concluída”, frisou.

No berçário em média são 15 alunos por sala com dois professores e 2 auxiliares de professores de educação infantil, seguindo o que determina a lei. No maternal são 20 alunos por sala com um professor e 2 auxiliares de educação infantil.

Alimentação reforçada

Outra preocupação da secretária é com a alimentação das crianças. “O cardápio é variado e equilibrado. Segue orientação nutricional das nutricionistas da educação, as mamadeiras são esterilizadas. As merendeiras são capacitadas e entre os produtos da merenda escolar existem alimentos adquiridos do programa da agricultura familiar do município”. Além da alimentação balanceada, outro diferencial é o lanche oferecido antes da entrada na sala de aula e na saída. Para os alunos das comunidades quilombola, as nutricionistas prepararam um cardápio a parte que atende a necessidade deles. No caso do Ensino Fundamental eles consomem mais carne e farinha, além da porção ser maior. “Na escola comum, quando eles chegam, lancham café com leite e pão com manteiga, ou achocolatado e misto quente. Fazemos isso pela situação daqui, há crianças que só se alimentam na escola”.

As creches foram construídas com a finalidade de atender as crianças, por isso os ambientes foram projetados com lavanderia, brinquedoteca, refeitório, banheiro masculino, feminino, adaptado, área de serviço, secretaria, sala de administração, sala pedagógica, sala dos professores, sala do diretor, sala de atendimento educacional especializado, parquinho e pátio.

30 auxiliares além dos professores e cuidadoras

A intenção da prefeita é oferecer a todas as crianças, uma educação de qualidade. “A oferta da educação infantil em creches tem atendido a demanda, já que não termos lista de espera nas mesmas. Nossos professores são capacitados, merenda, uniforme e transporte, ou seja, o necessário para que a criança encontre em nossas creches um lugar seguro e propício para o desenvolvimento de sua aprendizagem, enquanto sua mãe trabalha. As turmas possuem auxiliares de professores de educação infantil, cuidadoras de educação especial que auxiliam o desempenho do professor, para que além de cuidar das crianças, o processo de ensino-aprendizagem realmente aconteça”, ressalta Proeza.

Ressaltou Sabrina que, neste ano além dos professores capacitados para atender os alunos com necessidades especiais, há cuidadores específicos, além de oferecer o AEE – Atendimento Educacional Especializado no contra turno das aulas com professores de educação especial habilitado, e, 30 auxiliares de educação infantil, que acompanham os professores em sala de aula.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp