16/10/2018 às 11h49min - Atualizada em 16/10/2018 às 11h49min

Eleições 2018: um aperitivo para as Eleições 2020; Leia a 2ª análise política da redação Kennedy em Dia

Da Redação
Analisando o resultado das urnas em Presidente Kennedy, a prefeita Amanda e o chefe de gabinete José Augusto, como já dito na análise anterior, demonstraram força política. Quando a análise é o candidato da casa, o vereador Daniel Gomes, apoiado por eles, este teve expressiva votação no município. 2.874 votos!

Mas Amanda e Zé,  não conseguiram eleger seu candidato a deputado estadual, e nenhum dos federais, além de, não conseguir colocá-los no topo da lista dentro do município (César Colnago e Lelo Coimbra).

Secretário forte
Apoiado pelo secretário de Agricultura, Hélio Carlos Barcelos, presidente do PP, quem teve votação expressiva em Kennedy foi o candidato a deputado federal Marcus Vicente (não eleito) e o deputado federal Evair de Melo(eleito). Segundo mais votado com 816 votos(Marcus Vicente), ultrapassando Colnago e Coimbra. Hélio pediu votos aos correligionários com o apoio da situação.

Agradecido
Daniel Gomes ficou muito satisfeito com a votação em Presidente Kennedy e agradeceu nas redes sociais.

O eleitor está mudando
O modo antigo de fazer política está cada dia mais fraco, perdendo vez em todo Brasil. As urnas mostraram isso. Foi uma das maiores renovações política da história republicana e democrática do país. Senado 85% de renovação e câmara 55%.

Por falar nisso, Magno Malta e Ricardo Ferraço foram os mais votados em Kennedy, mas a votação daqui, não foi reflexo no estado. 3º e 4º colocados respectivamente para as duas vagas que existiam para o senado.


Não deu
O kennedense candidato ao senado, Rogério Bernado, angariou 407 votos no município, de um total de 9.531 votos. Penúltimo colocado. 

Ficou pra trás
Quem não demonstrou grande força mas se deu bem nessas eleições, foi o ex-prefeito Reginaldo Quinta. Apoiou, para estadual, Hudson Leal e Theodorico Ferraço e federal, Norma Ayub e Da Vitória, todos medalhões da velha política, todos eleitos.

Erramos!
Erramos ao falar na análise política da semana passada que o candidato Amaro Neto recebeu apoio da prefeita Amanda.

Amaro Neto, campeão de votos novamente no ES, agora para federal, 181.813 votos. Em Presidente Kennedy, 420 votos.

Proteja os seus ouvidos
Dedé di Jesus fez muito barulho na cidade, mas voto que é bom mesmo, bem pouco. 450 votos de um total de 7.546. Deixou bem a desejar.

Voltando para a esfera estadual ...

No geral, o candidato Daniel Gomes ficou muito longe de sua projeção. Ele esperava muito mais de Cachoeiro de Itapemirim.


Se o candidato Daniel Gomes conseguisse a votação que ele próprio dizia que era sua projeção, teria ganho as eleições. 16 mil votos! Obteve apenas 4.989 votos.

Quase...
Para Marco Vivacqua faltou apenas 1.504 votos para ser eleito.

No total Vivacqua recebeu 10.132 votos. Queda! Conseguiu menos que nas eleições de 2010, onde fez 11.358 votos, e nessa época, nem candidato a prefeito de Marataízes ele tinha sido.

Agora em 2018, Marco Vivacqua encolheu sua votação em Marataízes, em comparação a 2016, quando foi terceiro colocado nas eleições municipais se candidatando a prefeito, há apenas dois anos atrás.

Votação de Marco em Marataízes. Em 2016: 6.250; Em 2018: 4.309. Uma queda de mais de 30%. É verdade que o cenário é diferente.

Faltou acordo e diálogo
A verdade é que se o vereador Daniel Gomes não fosse candidato, Marco Vivacqua teria sido eleito. O contrário não é verdadeiro.

Agradecido II
Em rede social Marco agradeceu a votação em Presidente Kennedy, "o processo eleitoral sempre deixa um aprendizado. Fui bem votado em Kennedy, devo isso aos amigos, que agradeço muito! Tive uma grande decepção com os prefeitos Amanda e Zé Augusto. Casal que apoiei de forma integral na eleição passada e que pagou perseguindo amigos e trabalhando incansavelmente contra. De qualquer maneira, eu te AMO Kennedy! Valeu POVÃO!".


Mesmo com esse cenário atual, Vivacqua continua vivo. Vamos aguardar as cenas dos próximos capítulos nas eleições de 2020.

...

É lamentável dizer, mas um ex-candidato a prefeito de Presidente Kennedy teve seu título cancelado por não ter feito o recadastramento biométrico.

Fica a pergunta, como um político que tem intenção administrar uma prefeitura, não se importa em tentar com o seu voto, ajudar o seu país, o seu estado e participar desse ato democrático?

Insegurança
Praia de Marobá teve uma votação expressiva para o presidenciável Bolsonaro em relação a Haddad, isso pode ser reflexo das políticas que o canditado defende em relação a criminalidade, algo que a comunidade enfrenta quase todos os dias.

Presença
Em contrapartida, Haddad venceu na comunidade de Mineirinho, muito provavelmente por conta do Movimento Sem Terra (MST), que é alocado na região e vota nesta seção.

As articulações não param por aí. É esperar pra ver. 2020 vem aí.

Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp