15/08/2018 às 15h20min - Atualizada em 15/08/2018 às 16h24min

A caneta turbinada do Galaxy Note 9

A pré-encomenda do novo Smartphone Note da Samsung já está liberada nos Estados Unidos

Fato
Foto: Internet

A pré-encomenda do novo Smartphone Note da Samsung já está liberada nos Estados Unidos

 

A pré-encomenda do novo Smartphone Note da Samsung já está liberada nos Estados Unidos. Vendas em lojas e no site somente a partir do dia 24 de agosto. Custa US$1.000,00.

Dentre as inovações do Galaxy Note 9 destacamos as novas funcionalidades da sua tradicional caneta S Pen, que conta agora com Bluetooth Low Energy (há uma antena dentro da caneta).

Você ainda pode escrever, desenhar, navegar e criar mensagens ao vivo com ela, mas, agora, o botão da S Pen permite ações, que podem ser acionadas por Bluetooth, para diferentes aplicativos.

Você pode utiliza-la, por exemplo, como "controle remoto" para tirar fotos, inclusive selfies, com o aplicativo de Câmera. Além disso, pode controlar o PowerPoint para avançar slides, reproduzir ou avançar músicas no Music Player e usar inúmeros aplicativos, como o Spotify, a 9 metros de distância.


O que a Nave Espacial da NASA foi fazer no Sol? 

A nova missão espacial da NASA, que lançou, no último domingo, a nave Parker Solar Probe (PSP) até "tocar o Sol", custou a bagatela de US$ 1,5 bilhão.

Mas o que a NASA foi fazer no Sol?

Bem, a resposta mais óbvia é que querem entender os Ventos Solares (Fluxo de prótons, elétrons e íons, que o Sol irradia) e aprender a proteger os Satélites Artificiais, que são negativamente afetados pelo fenômeno.

Outra coisa que intriga os Cientistas é o fato de não saberem porque a Corona Solar (Aquela coroa de plasma que se vê nos eclipses) é mais quente (2 milhões de graus Celsius) que a superfície do próprio Sol (Varia de 3,7 mil a 6,2 mil graus Celsius) e também como as partículas energéticas do Sol são aceleradas a velocidades próximas à velocidade da luz.


A Revolução Educacional da Indústria Chinesa 

Devido à grande procura mundial, os custos dos Recursos Humanos na China Socialista aumentaram consideravelmente. Isso, na proporção em que seus produtos melhoraram em qualidade.

Países como Vietnã e Bangladesh vão paulatinamente ocupando o posto deixado gradativamente por ela, na fabricação de produtos de baixo custo, devido à exploração de mão-de-obra barata, quase escrava, enquanto a gigante asiática, antes conhecida por seus gadgets de péssima qualidade, surpreende tecnologicamente, após investir pesado na "produção" de Engenheiros e na promoção de MBAs (Cursos de pós-graduação destinados a Administradores e Executivos das áreas de gestão de empresas e/ou de projetos).

Engenheiros desenvolvem novos recursos e funcionalidades, enquanto os graduados em gerenciamento vendem os produtos a baixo custo e, até mesmo, criam novos modelos de negócios e inovações comerciais.

Sobram na China técnicos qualificados entre médios e altos, que recebem salários também em ascensão e trabalham, em média, duas vezes mais que seus colegas americanos, por exemplo.

Os EUA também despontam em Engenharia e MBAs, mas o ensino superior dos americanos é muito caro.

Investindo em Universidades, com um mercado interno de mais de 1,3 bilhão de pessoas, uma economia em rápido crescimento e uma classe média em ascensão, vai ser difícil evitar a liderança econômica mundial do Dragão Chinês.

O Brasil, por ser parceiro da China no BRICS, bem que podia surfar nessa onda, mas preferiu o golpe político, que está nos levando para um buraco neoliberal sem fundo. Triste.

 

 

Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp