15/01/2018 às 12h50min - Atualizada em 15/01/2018 às 12h50min

Bandidos fazem idosa refém após assalto a padaria em Cariacica

Moradores próximos ao comércio viram a movimentação e acionaram a polícia, que negocia com os criminosos no local

Gazeta Online

 

Uma idosa é mantida refém no bairro Boa Sorte, em Cariacica, na manhã desta segunda-feira (15). A ocorrência começou quando, por volta das 7h50, os criminosos assaltaram uma padaria. Quando os criminosos chegaram ao estabelecimento, estavam no local o proprietário, de 25 anos, no caixa e mais três clientes.

Os dois bandidos entraram no comércio, aparentando ser clientes, com uniformes azuis. Um deles estava armado. De acordo com o comerciante, eles já chegaram exigindo que todos deitassem no chão e anunciaram o assalto.

O proprietário ficou ao lado do caixa, na parte da frente da padaria, já os clientes foram levados para a parte da produção, que fica em outro cômodo. Todos tiveram os celulares roubados. Os bandidos, a todo momento, exigiam dinheiro do proprietário. Ele contou à reportagem que não tinha dinheiro, que o valor que tinha na gaveta era do dízimo dele.

Os bandidos vasculharam a gaveta e pegaram tudo que tinha. O comerciante acredita que o valor seja em torno de R$ 100,00.

À medida em que os assaltantes mantinham os reféns, novos clientes chegavam à padaria. Aproximadamente 10 pessoas entraram no local no momento do assalto. Entre elas, o pai do proprietário. Todos foram feitos reféns. O pai dele reagiu e deu um soco em um dos assaltantes, que ameaçou matá-lo.

Durante o sequestro, os bandidos acharam que o proprietário tinha chamado a polícia, porque havia um telefone fixo perto dele. Mas o aparelho não estava funcionando. Eles não acreditaram na versão do proprietário e usaram o fio de telefone para amarrar as mãos dele, além de darem várias chutes nas costas do comerciante. Essa situação aconteceu em torno de 10 minutos.

Em seguida, policiais chegaram ao local de moto. O comerciante não sabe quem acionou a polícia. Com a presença dos militares, os bandidos fugiram pelos fundos da padaria, onde tem uma escada que dá acesso à casa do proprietário e à casa dos avós dele. Os criminosos invadiram a casa dos avós e foram direto para o quarto, onde estava a avó dele, de 70 anos.

A idoso está sendo mantida refém há pouco mais de duas horas. O avô do comerciante estava no banheiro e conseguiu sair de casa quando a polícia chegou.

NEGOCIAÇÕES

O coronel Ramalho está no local do sequestro e afirma que o processo de negociação é demorado, e que não há nada além disso. De acordo com ele, há dois sequestradores com uma senhora dentro da casa e nenhum disparo foi realizado.

"O processo, agora, é de negociação. A senhora precisou tomar insulina, foi liberado. Ela precisava comer alguma coisa, ela comeu um pão. Agora é tentar resolver da melhor forma possível. A PM está aqui para garantir a vida de todos, e não tem hora para acabar", enfatiza o coronel.

Os policiais estão no processo de negociação desde as 7h desta segunda-feira (15). O coronel falou, ainda, sobre as exigências dos criminosos.

"Eles não querem voltar para a prisão e falam ainda sobre as condições sociais. Um deles diz que não tinha o que comer, outro fala sobre a esposa que está gravida", afirma.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
WhatsApp
Atendimento
Fale conosco pelo Whatsapp